No prédio onde fica o FMI está também a sede do Banco Mundial e de uma representação da polícia francesa
Reprodução/RTP
No prédio onde fica o FMI está também a sede do Banco Mundial e de uma representação da polícia francesa

A seis semanas das eleições presidenciais na França, uma carta-bomba foi enviada para o escritório do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Paris. O ataque, que aconteceu na manhã desta quinta-feira (16), deixou uma pessoa ferida.

Leia também: Frexit? Em campanha presidencial, Le Pen promete tirar França da União Europeia

De acordo com a polícia local, a vítima é uma assistente da direção do FMI que abriu o envelope. Ela sofreu queimaduras nas mãos e no rosto.

No prédio onde fica o FMI, na Avenue d'Lèna, perto do Arco do Triunfo, está também a sede do Banco Mundial e de uma representação da polícia francesa.

Todos os escritórios foram evacuados após a explosão e as autoridades investigam o caso.

O pacote foi entregue no escritório pouco antes do meio-dia, no horário local (o que equivale às 8h, no horário de Brasília).

De acordo com o jornal francês  Le Monde , a diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, condenou o ataque, ressaltando que foi um "ato covarde de violência".

Leia também: Francês encontra fortuna em ouro escondida nos móveis de sua casa

Você viu?

Já o presidente da França, François Hollande, declarou que a explosão da carta-bomba foi um atentado. "Estamos enfrentando um atentado, não há outra palavra para a entrega de uma carta-bomba. Isso comprova que estamos sempre visados", disse.

Tiroteio assusta sudeste do país

Região no entorno da escola Alexis De Tocqueville, na cidade de Grasse, foi evacuada devido ao tiroteio
Reprodução/Twitter
Região no entorno da escola Alexis De Tocqueville, na cidade de Grasse, foi evacuada devido ao tiroteio

Ainda nesta quinta, um tiroteio em Grasse, no sudeste de França, deixou pelo menos dois feridos.

O tiroteio começou depois que um estudante de 17 anos abriu fogo na escola Alexis de Tocqueville.

Segundo o site de notícias RTP , o estudante foi detido pela polícia, que acredita que outra pessoa, suspeita de fazer parte da ação, esteja foragida.

De acordo com as primeiras informações da polícia, o ataque não teve relação com terrorismo, sendo apenas uma briga entre dois estudantes.

A cidade de Grasse fica a 44 quilometros de Nice e é considerada a capital do perfume francês.

Leia também: Novos ataques suicidas deixam ao menos 30 mortos na capital da Síria

Com o envio da carta-bomba ao FMI, o tiroteio na escola em Grasse foi tratado com ainda mais preocupação pelas forças de segurança.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários