Tiroteio em mesquita de Quebec deixa pelo menos cinco mortos e dezenas de feridos
Reprodução
Tiroteio em mesquita de Quebec deixa pelo menos cinco mortos e dezenas de feridos

Atiradores encapuzados entraram em uma mesquista em Quebec, no Canadá, e começaram um tiroteio que resultou na morte de pelo menos cinco pessoas, na noite deste domingo (29).

LEIA MAIS: Veja tudo sobre o Estado Islâmico no iG

A polícia de Quebec informou, pelo Twitter,  que houve "mortes e ferimentos", mas não especificou quantas pessoas teriam sido feridas. A imprensa local fala em dezenas de feridos e cinco mortos.

Um representante da polícia disse que dois suspeitos foram presos. "A situação está sob controle, as instalações estão seguras e os ocupantes foram evacuados", disse a polícia na mensagem do Twitter.

Segundo testemunhas, três homens armados e com capuz dispararam contra o Centro Cultural Islâmico de Quebec. No momento dos tiros havia cerca de 100 pessoas na mesquita, participando da última sessão de orações. 

Declarações oficiais

O primeiro-ministro do Quebec, Philippe Couillard, qualificou o ato de "violência bárbara" e expressou solidariedade às  famílias das vítimas. O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, disse em  mensagem no Twitter, que os os canadenses sofrem por aqueles mortos em um covarde ataque a uma mesquita em Quebec City. "Meus pensamentos estão com as vítimas e suas famílias", acrescentou.

Você viu?

LEIA MAIS: Forças iraquianas entram em Mosul e dão ultimato ao Estado Islâmico

Segundo outra testemunha, um dos atiradores entrou na mesquita e gritou em sotaque de Quebec: “Allahu Akbar" (em português, "Deus é grande”). Tal declaração é comum em ataques relacionados ao Estado Islâmico. A polícia não descarta que tenha se tratado de um atentado terrorista, inclusive essa é a principal suspeita.

O ataque foi ao Centro Cultural Islâmico de Quebec. Investigado como ato terrorista, o ataque contou com dois atiradores, que entraram na mesquita vestidos de preto e acertaram indiscriminadamente algumas dezenas de fiéis.

LEIA MAIS: Estado Islâmico assume ataque que matou 39 em Istambul: o que se sabe até agora sobre o atentado

O governador da província, Philippe Couillard, denominou o ato como terrorista em seu Twitter. A polícia do Quebec segue com as investigações e, até a manhã desta segunda-feira (30), a área próxima à mesquista estava isolada pelos investigadores.

* Com informações da Agência Brasil.

    Leia tudo sobre: estado islâmico

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários