Tamanho do texto

Telenovela que promete mostrar os bastidores do poder, mistura realidade e ficção para contar infância e relacionamentos do ex-presidente venezuelano

Hugo Chávez será interpretado por Andrés Parra, ator que também viveu Pablo Escobar na telenovela
Reprodução/Youtube
Hugo Chávez será interpretado por Andrés Parra, ator que também viveu Pablo Escobar na telenovela "El Patrón del Mal"

Uma telenovela sobre a história de Hugo Chávez está gerando polêmica entre chavistas e opositores na Venezuela. A série “El Comandante – La vida secreta de Hugo Chávez” está marcada para estreiar na terça-feira (31) nos Estados Unidos, Venezuela e outros países da América Latina.

LEIA MAIS: Fronteira entre Brasil e Venezuela é totalmente reaberta

Com 60 episódios confirmados, a série promete mostrar os bastidores desde a primeira eleição de Hugo Chávez , em Miraflores, em 1999, até a ascensão à presidência do país. Um dos produtores do programa é o ex-ministro do Comércio e Indústria e escritor Moisés Naim, crítico declarado do ex-presidente venezuelano.

Para Nicolás Maduro, sucessor do ex-presidente e chavista, a telenovela “é um verdadeiro lixo”. Maduro afirmou estar pronto para entrar em uma “verdadeira batalha” contra “as mentiras criminosas” que poderão afetas a memória “de um homem gigante como Hugo Chávez”.

Marisabel Rodríguez, segunda esposa de Chávez, também se demonstrou descontente com a série de TV e atacou a Sony, que produziu a série. "Covardia sem limites. Sony não teve coragem para lançar a série com O Comandante vivo e tiveram que esperar sua partida física para atrever-se", publicou em sua conta do Twitter.

LEIA MAIS: Maduro é declarado culpado por crise e violação de direitos humanos na Venezuela

O ex-vice-presidente e líder chavista, Diosdado Cabello, também se posicionou contrário à produção. "Chávez devolveu a autoestima do venezuelano, Chávez devolveu a voz ao povo, Chávez reconheceu as mulheres, os negros. Chávez colocou a Venezuela no alto e gerou esperança", disse. Em seu Twitter, ele lançou a hashtag #AquinãosefalamaldeChávez.

De acordo com analistas, o medo dos chavistas é que a série “estrague” a imagem do ex-presidente falecido em 2013. Já a oposição, teme que o programa reforce a imagem de “semideus” que existe ao redor do líder. O governo da Venezuela já afirmou que produzirá outra telenovela, para contar a “verdadeira” história de Chávez.

"Desde o momento que nos deram bandeira verde, sabíamos que isso ia trazer muita coisa para cortar, tanto positiva quanto negativa, mas a série não pretende mudar a opinião de ninguém", afirmou o codiretor da série, Felipe Cano, à Agência EFE.

LEIA MAIS: Temer é pior que Pinochet, critica Maduro ao citar "privação de direitos"

A série não contará somente com fatos reais, mas também terá traços de ficção, principalmente para retratar a infância e os relacionamentos amorosos de Chávez. “El Comandante – La vida secreta de Hugo Chávez” estreia no Brasil em março, pelo canal TNT.


*Com informações de ANSA Brasil