Tamanho do texto

Polícia de Washington usa spray de pimenta e bombas para conter protestos nesta sexta-feira; manifestação acontece a quarteirões da Casa Branca

Pelo menos 95 manifestantes foram presos nesta sexta. Clima é de tensão após a posse de Trump
Reprodução/NBC News
Pelo menos 95 manifestantes foram presos nesta sexta. Clima é de tensão após a posse de Trump

Os protestos contra o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tomam as ruas da cidade de Washington D.C nesta sexta-feira (20). Centenas de manifestantes são vistos mascarados e a polícia reage de forma violenta contra os atos em diversos pontos da capital. Bombas de gás e spray de pimenta são utilizados contra as pessoas, e o cenário é de violência. Pelo menos 95 pessoas foram presas. 

LEIA MAIS: Trump começa atos de posse com cerimônia de homenagem ao soldado desconhecido

A segurança foi reforçada nos principais pontos da capital norte-americana devido a posse de Trump, na tentativa de evitar protestos e ataques. Contudo, cenas de vandalismo e de reação violenta da polícia dominam ruas que ficam a apenas algumas quadras de onde passará o desfile de posse ainda nesta sexta. 

Os manifestantes estão nas ruas próximas da Casa Branca desde antes da posse do presidente republicano, demonstrando insatisfação. Muitos cartazes são vistos nas mãos de alguns manifestantes, incluindo alguns em que chamam Trump de "fascista". É possível ver mensagens de negros, muçulmanos e hispânicos, grupos minoritários no país. 

De acordo com a emissora Wusa, filiada à rede "CBS News", antes da cerimônia de posse, manifestantes invadiram a Avenida Pensilvânia, perto de onde ocorriam eventos principais. 

Manifestação acontece pela posse do Trump nos Estados Unidos
Reprodução/Twitter
Manifestação acontece pela posse do Trump nos Estados Unidos

Para evitar que os manifestantes bloqueassem a entrada do Clube da Imprensa, onde estava acontecendo um evento da posse, os policiais usaram spray de pimenta contra a aglomeração de pessoas. Os manifestantes do grupo “Não ao Facismo” afirmaram que o spray de pimenta foi aplicado fora do Clube da Imprensa e não na entrada do local.

A emissora Wusa informou que os participantes do protesto jogavam garrafas nas pessoas que estavam no local e entoavam o canto: “Donald Trump, suas mãos são pequenas, você nunca vai construir o muro na fronteira”, que se tornou o hino da manifestação. Além disso, queimaram um chapéu com a frase “Faça a América grande novamente”, slogan da campanha de Trump.

LEIA MAIS: Posse de Trump deve ter protesto com 'maconhaço' e apoio de motoqueiros

Manifestantes contrários ao republicano estão nas ruas próximas à Casa Branca, pouco tempo antes da posse
Reprodução/Twitter
Manifestantes contrários ao republicano estão nas ruas próximas à Casa Branca, pouco tempo antes da posse

Apesar dos esforços da polícia de Washington, várias manifestações, contra e a favor de Donald Trump, estão programadas para essa sexta-feira (20). Uma delas está acontecendo a dois quarteirões de distância da Casa Branca, onde Trump e Melania estão tomando chá com Obama e Michelle. Os manifestantes alegam que Trump é presidente ilegítimo e se preparam para fazer passeata.

Cerimônia de posse

“Tudo começa hoje”, publicou o presidente eleito em sua conta do Twitter. A posse de Trump acontece hoje às 14h no horário de Brasília. Vários congressistas democratas prometeram boicotar o evento, mas Hillary Clinton, derrotada pro Trump, já chegou ao Capitólio com seu marido.

LEIA MAIS: Donald Trump toma posse como novo presidente dos EUA nesta sexta-feira

Para discurso de posse do presidente, é esperado que ele fale de um grande sonho, dos Estados Unidos que ele imagina e do que ele pretende fazer pelo país. É esperado que o tom seja um pouco diferente do utilizado em sua campanha, um pouco mais sombrio, mas ainda com humor.


*com informações de Agência Brasil

    Leia tudo sobre: Donald Trump