Tamanho do texto

Custo da solenidade é de US$ 200 milhões, dos quais US$ 110 milhões serão cobertos pelo contribuinte e US$ 90 milhões por doadores privados

Donald Trump, o candidato do Partido Republicano que ganhou uma das eleições mais surpreendentes da história norte-americana, será a partir desta sexta-feira (20) o 45º presidente dos Estados Unidos. Quase 1 milhão de pessoas são esperadas para assistir à cerimônia no Capitólio, sede do Congresso americano. O juramento de posse ocorrerá às 12h em Washington, 15h em Brasília. Em seguida, Trump fará seu primeiro pronunciamento.

Leia mais: Não só podia, como o fez: Obama mostrou que o exemplo tem que vir de cima

Donald Trump desembarcou em Washington, ao lado da esposa Melania, nessa quinta-feira (19)
Reprodução/Facebook Donald J. Trump
Donald Trump desembarcou em Washington, ao lado da esposa Melania, nessa quinta-feira (19)

O custo total das solenidades de posse está estimado em US$ 200 milhões, dos quais US$ 110 milhões serão cobertos pelo contribuinte americano e US$ 90 milhões por doadores privados. O centro de Washington está protegido com grades para prevenir protestos. A segurança está reforçada pela presença de 30 mil agentes. Mesmo assim, protestos são esperados nesta sexta-feira. Amanhã, sábado (21), uma marcha das mulheres está prevista para ocorrer no centro da capital norte-americana em protesto contra Donald Trump .

Nessa quinta-feira (19), em Washington, a uma programação de eventos relacionados à sua como o 45º presidente dos Estados Unidos, o presidente eleito Donald Trump referiu-se à sua ascensão ao governo como um "movimento nunca visto em nenhum lugar do mundo".

Leia mais: Trump começa posse com cerimônia de homenagem ao soldado desconhecido

Ao falar para uma multidão, do lado de fora do prédio do Lincoln Memorial, onde houve um concerto de música country e rock, em sua homenagem, Trump disse: "Todos nós nos cansamos de ver o que estava acontecendo e queríamos mudar, mas queríamos uma mudança real". "Vocês não estão mais esquecidos", disse ele, ao se dirigir à multidão. Nesse momento, fogos de artifício foram disparados e no céu surgiu a inscrição "USA" (Estados Unidos da América, na sigla em inglês).

Como será a cerimônia de posse

Logo no período da manhã, Trump, o seu vice Mike Pence e famílias vão a uma cerimônia religiosa na Igreja Episcopal de Saint John, próxima à Casa Branca. Em seguida, Barack Obama e a primeira-dama, Michelle Obama, serão os responsáveis por darem, com um chá, as boas-vindas ao preseidente eleito e a sua esposa, Melania. Os dois casais seguem em comitiva para o Capitólio.

A cerimônia de posse está prevista para começar às 12h30, nas escadarias do Capitólio. Às 14h30, são iniciados os primeiros discursos. Às 15h, o presidente eleito fará o juramento presidencial, recebido pelo presidente da Suprema Corte, John Roberts. Nesta solenidade, serão utilizadas tanto a Bíblia usada na posse de Abraham Lincoln, como uma que é de Trump, presente de sua mãe. Em seguida, Trump irá discursar.

LEIA TAMBÉM: Trump se une à Russia contra a Otan e diz que organização é "obsoleta"

O final da cerimônia está marcado para às 15h30. Após esta etapa, Trump e Pence manterão a tradição e farão parte de um almoço no Capitólio. Das 18h às 22h, presidente e vice devem percorrer mais de dois quilômetros, do Capitólio até a Casa Branca. Na reta final, Donald Trump, Pence e suas respectivas esposas irão participar de três bailes de gala diferentes. 

    Leia tudo sobre: Donald Trump