undefined
Reprodução/RT
Avião caiu a cerca de 2 quilômetros da pista de pouso entre as casas do vilarejo Dacha-Suu, no Quirguistão

Ao menos 32 pessoas morreram nesta segunda-feira (16) com a queda de um avião de carga de uma companhia aérea turca no Quirguistão. A aeronave, que partiu de Hong Kong, na China, e tinha como destino Istambul, na Turquia, caiu em uma área residencial, próxima ao aeroporto de Manas, o principal do país.

+ Corpos de vítimas da queda de avião russo começam a ser retirados do Mar Negro

O acidente com o avião ocorreu a 25 quilômetros da capital do Quirguistão , Bisqueque, às 07h40 locais (22h40 de Brasília deste domingo). A queda do Boeing 747 TC-MCL da companhia privada MyCargo Airlines (ATC) foi anunciada na manhã desta segunda.

O saldo de mortes do acidente foi corrigido de 37 para 32 pessoas. Delas, 13 são crianças.

De acordo com um representante do Ministério de Emergências do país, citado pela agência russa Interfax,  os mortos são 13 crianças, 10 homens e nove mulheres do vilarejo de Dacha-Suu, que foram pegos de surpresa.

"Segundo as informações preliminares, a teoria de atentado terrorista foi excluída, provavelmente o acidente foi causado por um erro do piloto", afirmou o vice-premier do Quirguistão, Muhammetkaly Abgaziev.

"A ACT Airlines lamenta profundamente anunciar que o Boeing 747-400 TC-MLC teve um acidente durante o voo de Hong Kong a Biskek", indicou a companhia em um comunicado.

+ Avião militar russo com 92 pessoas a bordo cai no Mar Negro

Na hora da queda, a névoa na região era muito forte e, assim, a visibilidade estava ruim. O avião caiu a cerca de 2 quilômetros da pista de pouso entre as casas do vilarejo Dacha-Suu, destruindo ao menos 17 edifícios, danificando outros seis e pegando os moradores de surpresa. Outras 12 pessoas ficaram feridas.

Resgate e luto

De acordo com agências de notícias internacionais, muitas equipes de bombeiros, médicos e socorristas foram enviados ao local da tragédia, onde o ministério de Situações de Emergência instalou tendas para acolher os atingidos cujas casas foram danificadas, em meio às temperaturas de -2ºC na região.

"O avião caiu sobre suas casas e matou famílias inteiras", relatou à AFP uma testemunha do acidente que não quis divulgar seu nome. "Não restou nada das casas, as pessoas morreram com seus filhos, muitos estavam dormindo", acrescentou.

Todos os voos foram cancelados no aeroporto Manas de Biskek até novo aviso.

+ Avião militar russo sofre acidente na Sibéria com 39 pessoas a bordo

O presidente do Quirguistão, Almazbek Atambaiev, expressou suas condolências às famílias das vítimas e deu ordem ao governo de "investigar minuciosamente o que originou a tragédia", segundo um comunicado da chefia do Estado. Além disso, decretou que na terça-feira será declarado luto nacional.

* Com informações da Agência Ansa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários