Sucuri é resgatada em poça de lama durante incêndios no Pantanal
Reprodução/Arquivo pessoal
Sucuri é resgatada em poça de lama durante incêndios no Pantanal

As queimadas no Pantanal do Mato Grosso passaram a impactar não só a vegetação local, como também os animais. Essa é a visão de Gustavo de Carvalho Figueirôa, biólogo da SOS Pantanal, que salvou uma  sucuri em uma poça de lama em meio aos incêndios no Parque Estadual Encontro das Águas. As informações são do portal G1.

Segundo informações do profissional, sua equipe e o Corpo de Bombeiros estiveram na linha de frente do combate aos incêndios no local nos dias 3 e 4 de setembro. No primeiro dia, após uma rápida chuva na região, que contou com fortes trovoadas - o que explicaria o foco de incêndio próximo à sucuri. Já no dia 4, ao apagar as chamas, o biólogo encontrou o animal entrando em um lago.

"Eu pensei que se ela estava entrando no lago então ainda tinha água e ela iria se refrescar", explica. "Vi a sucuri rodando na lama, com a cabeça para fora e abrindo a boca, o que é um sinal claro de estresse físico muito grande. Ela estava entrando em colapso e eu vi que ela estava mal porque o lugar estava muito próximo do fogo. Eu larguei a outra cobra, pulei dentro da poça e fui carregando a sucuri até um rio que estava a 200, 300 metros dali".


Havia uma surucucu junto a sucuri, mas essa já encontrava-se morta. O biólogo tenou reanimá-la, mas não obteve sucesso. "Eu consegui ir até o rio, entrei na água com ela, dei um banho nela, esperei ela se acalmar um pouco e soltei. Quando eu sai do rio, eu vi que ela estava com a cabeça para fora da água respirando bem, sem se contorcer e vi que ela estava melhorando. Foi um caso de sucesso, a gente conseguiu resgatar ela. Foi um alívio, sentimento de que qualquer vida vale a pena e para aquela sucuri fez toda a diferença", finalizou Gustavo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários