Registro de estudante respondendo o gabarito da prova
Divulgação/ Inep
Registro de estudante respondendo o gabarito da prova

Alunos que desejam solicitar a isenção da taxa para realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022 podem fazer o pedido a partir desta segunda-feira. O prazo vai até 15 de abril. Na edição de 2021 o valor pago para fazer o exame foi R$ 85. Os pedidos devem ser feitos na Página do Participante.

Estudantes isentos no Enem 2021 e que por algum motivo faltaram no dia da prova e desejam fazer o Enem 2022 gratuitamente também tem de 4 a 15 de abril para solicitar a isenção. Nesses casos, é necessário o envio de documentos que justifiquem a falta do estudante. Os resultados para a justificativa de ausência e para a solicitação de isenção serão divulgados no dia 22 de abril, na Página do Participante. O prazo para aqueles que desejarem recorrer do pedido, caso ele seja negado, é de 25 e 29 de abril. O resultado dos recursos será divulgado no dia 6 de maio.

O pedido de isenção não garante a participação no exame, para isso é preciso ainda fazer a inscrição no Enem 2022. O cronograma do exame será divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O Enem 2022 será nos dias 13 e 20 de novembro. As notas exame podem ser usadas para ingressar no ensino superior, em universidades públicas e privadas e para participar de programas federais, como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Isenção

Todos os alunos que cursam a última série do ensino médio em escolas públicas têm direito de realizar o exame gratuitamente assim como participantes que estudaram todo o ensino médio em escola pública ou bolsistas integrais em escolas particulares. Esses candidatos precisam ter renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio, ou seja, R$ 1.818 por pessoa.

Leia Também

Participantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica, por serem membros de família de baixa renda, e que estejam inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) também podem são isentos da taxa. Nesse caso, os interessados deverão informar o Número de Identificação Social (NIS) único e válido.

Justificativa

Participantes que não compareceram às provas em 2021 e tiveram a isenção aprovada, precisarão justificar a falta para obter o benefício novamente. Todos os documentos deverão estar datados e assinados e não serão aceitos documentos autodeclaratórios ou emitidos por pais ou responsáveis.

A lista com os documentos aceitos está no edital publicado no Diário Oficial da União, entre eles atestados médicos e boletins de ocorrência. Somente serão aceitos documentos nos formatos PDF, PNG ou JPG, com o tamanho máximo de 2 MB.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários