Enem
Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil
Enem

O MEC informou que realizou, na tarde dessa quarta-feira, novo ranqueamento das notas de corte do Sisu. Isso porque, nos primeiros dias do sistema aberto, ele apresentava as "classificações fantasmas", o que na prática inviabiliza a utilização das notas parciais durante o processo seletivo.

O Sisu, até 2019, não considerava, para a nota de corte, a segunda opção dos candidatos que já estavam sendo selecionados na primeira opção de curso. Issoi foi implementado em 2020 e retirado no ano passado. Mas, em 2022, voltou a ser usado pelo MEC.

— O Sisu 2020, com esse modelo alterado, gerava uma dupla classificação. Ou seja, um mesmo candidato ocupava temporariamente duas vagas, gerando algo como uma “classificação fantasma”. Isso ocorria pois, ao sair o resultado, caso o candidato fosse aprovado em sua primeira opção, ele desaparece da lista de classificados da sua segunda opção, fazendo com que outros candidatos em posições inferiores durante as prévias ganhem várias colocações no momento do resultado da chamada regular — explica Frederico Torres, coordenador do Colégio Pódion e especialista em Sisu.

O modelo com as "classificações fantasmas" foi criado na gestão Weintraub e adotado no Sisu 2021 até que o atual ministro, Milton Ribeiro, decidiu voltar à antiga forma de aprensentação da classificação. Para isso, chegou a extender as datas de inscrição.

Neste ano, no entanto, alunos passaram a reclamar de que as "classificações fantasmas" tinham retornado com notas de corte artificialmente altas. Na tarde desta quarta-feira, o Ministério da Educação informou que haverá novo ranqueamento das notas de corte do Sisu.

"Após esse procedimento, os candidatos poderão verificar que suas classificações parciais estão sendo realizadas de acordo com o edital do Sisu, sem considerar a classificação duplicada", disse o MEC.

As inscrições para o Sisu podem ser realizadas até as 23h59 do dia 18 de fevereiro, horário de Brasília, exclusivamente pela internet.

Podem participar do Sisu todos os estudantes que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2021 e não tiraram zero na redação, com exceção dos que prestaram o Exame sem ter concluído o ensino médio e, portanto, declararam estar na condição de treineiro.

Agora, as inscrições podem ser realizadas pelo Acesso Único, que reúne todas as formas de acesso ao ensino superior promovidas pelo MEC. Na parte superior da home, basta clicar em Sisu para visualizar onde deve ser efetuada a inscrição.

Passo a passo da inscrição

Ao clicar no botão para se inscrever, o estudante deve inserir os dados do seu Cadastro Único do Governo Federal no acesso.gov.br (login e senha). Quem ainda não tem um cadastro deve providenciá-lo com antecedência.

Leia Também

Ao acessar o Sisu com os dados do gov.br, o interessado deve atualizar, se for o caso, e confirmar seu telefone e e-mail. Depois basta escolher até duas opções de curso. Para começar, clique em “Fazer inscrição na 1ª opção” e repetir esse procedimento para a 2ª opção de curso.

Antes e durante o período de inscrição, o candidato pode explorar as vagas ofertadas, pesquisando por município, instituição ou nome do curso. A consulta das vagas está disponível desde o início de fevereiro.

É importante se atentar à escolha da modalidade de concorrência que possui dois formatos: ampla concorrência e lei de cotas (ações afirmativas).

Após conferir os dados de suas escolhas, curso e modalidade de concorrência bem como se terá a documentação a ser exigida para a matrícula, basta clicar em “Confirmar minha inscrição” para concluí-la.

O Sisu é o sistema informatizado do MEC no qual as instituições públicas de educação superior, sejam elas federais, estaduais ou municipais, oferecem vagas a serem disputadas por candidatos inscritos em cada edição da seleção. Os candidatos são selecionados para as opções de cursos indicadas no ato de inscrição, de acordo com a melhor classificação de nota obtida na edição mais recente do Enem.

Cronograma

Inscrições: 15 a 18 de fevereiro;

Resultado: 22 de fevereiro;

Matrícula: 23 de fevereiro a 8 de março.

Lista de espera: De 22 de fevereiro a 8 de março – para manifestar interesse em participar da lista de espera:

A partir de 10 de março, ocorrerá a convocação dos selecionados por meio da lista de espera

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários