Sala de aula
Banco de imagens/Pixabay
Sala de aula

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Educação, vai criar 34 polos do Centro de Estudos de Línguas Paulistano (CELP), que vão funcionar como escolas de idiomas destinadas exclusivamente aos estudantes da rede municipal da capital.

A partir do ano que vem, o CELP vai oferecer cursos de inglês, espanhol, francês, alemão, italiano e japonês. Serão cerca de 8.600 vagas para os alunos matriculados a partir do 6º ano do ensino fundamental. Os cursos terão duração de três anos e meio e as aulas serão ministradas nas salas web da Rede UniCEU.

Os trabalhos serão realizados em parceria com consulados e organizações internacionais que vão colaborar com a formação e seleção de professores que vão ministrar os cursos, além do desenvolvimento de um currículo para o ensino de idiomas específico para o CELP. A SME já possui acordos de cooperação firmados com o Goethe-Institut São Paulo, da Alemanha, e o Consolato Generale d´Italia San Paolo, da Itália.

Os docentes que vão lecionar nos CELPs serão selecionados entre os profissionais que possuem licenciatura em línguas estrangeiras e já atuam na rede. No total há 7.730 professores habilitados a participar do processo de seleção, caso tenham interesse. Os profissionais terão de apresentar um plano de trabalho e comprovar conhecimento aprofundado na língua estrangeira que pretendem lecionar. Os aprovados passarão a trabalhar exclusivamente no CELP.

Para o secretário de Educação, Fernando Padula, esta será mais uma oportunidade de expandir os horizontes dos estudantes da capital. “Ao aprender novos idiomas, nossos alunos adquirem habilidades muito valorizadas no mundo do trabalho, aprendem novas referências culturais, aguçam a curiosidade e desenvolvem sonhos.”

Leia Também

Material didático

Para apoiar na aprendizagem dos estudantes, a SME iniciou a licitação para a compra de aproximadamente 14 mil livros didáticos para o ensino de inglês, espanhol, francês, alemão e italiano.

O material para o curso de japonês será obtido por meio de parceria com a Secretaria Estadual da Educação. O Goethe-Institut São Paulo também doará 1.150 livros didáticos de alemão para o CELP.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários