Reitor ITA Anderson Correa
Divulgação
Correa presidiu a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) até 2019.

Após a saída de  Carlos Alberto Decotelli do Ministério da Educação (MEC), o governo de Jair Bolsonaro está procurando um substituto para a vaga. Um dos principais nomes cotados para a vaga é o de Anderson Correa, atual reitor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

O nome de Correa começou a ganhar força por ele ser evangélico e ter o perfil técnico procurado pelo presidente para acalmar a situação da pasta. Ele presidiu a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) até 2019, quando foram cortadas bolsas de mestrado e dourotrado.

Depois disso, Correa virou candidato à vaga de reitor do ITA, função que ele já havia exercido entre 2016 e 2019, e foi escolhido para o cargo. Além de ser reitor, ele foi pró-reitos de Pesquisa e Relacionamento Institucional, chefe de departamento e coordenador de cursos e projetos.

No currículo de Correa consta que ele é formado em engenharia civil pela UNICAMP e é mestre pelo ITA. O possível novo ministro também é doutor em Engenharia de Transportes pela University of Calgary , no Canadá.

O dono da Unisa, Antonio Veronezi, que exerce influência no governo, é um dos nomes que participa do lobby de Correa para o cargo.

    Veja Também

      Mostrar mais