aula
Marcello Casal JR/ABr
Crianças estão sem aula em todo o Brasil, em razão da pandemia de coronavírus

O governador de São Paulo, João Doria anunciou, nesta sexta-feira, a retomada das aulas nas escolas públicas do estado a partir de julho. Segundo o governador, o retorno será gradual e vai começar por creches e pela educação infantil. Em seguida, voltam as aulas do ensino fundamental e do ensino médio. 

Leia também: "E daí?", diz Bolsonaro sobre possível indicação de amigo de filho para PF

Nos dois últimos grupos, segundo explicou o secretário da Educação, Rossieli Soares, haverá um rodízio para manter a distância de ao menos 1 metro entre os estudantes e evitar contaminações pelo novo coronavírus .

"Não retornaremos com todos os estudantes no mesmo dia. Em uma sala com 35 alunos, não será possível trabalhar com 35 de uma vez e manter um metro de distância. Parte irá em um dia, parte em outro, até conseguirmos chegar a um nível de liberação total", explicou Soares.

Leia mais: Viúva fica 8h ao lado do corpo do marido morto por Covid-19

As aulas presenciais em São Paulo estão suspensas desde 23 de março como uma das medidas de contenção ao avanço do coronavírus, doença que já matou 1.512 pessoas no estado e deixou, até esta sexta-feira, mais de 17.8

    Veja Também

      Mostrar mais