Casos de Coronavírus no Brasil já ultrapassam 100
Agência Brasil
Casos de Coronavírus no Brasil já ultrapassam 100

 A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino (Andifes) traçou algumas medidas para responder à crise causada pelo novo coronavírus. A Andifes pretende impulsionar o compartilhamento de informações entre as instituições federais para encontrar soluções para enfrentar a disseminação do coronavírus (Covid-19) e orientou a avaliação diária de suspensões de aulas. Um texto escrito por reitores que pertencem à área da saúde orientou a interrupção de aulas por 14 dias em instituições com casos confirmados da doença.

Leia também: Governo recomenda cancelamento e adiamento de eventos devido ao coronavírus

Na terça-feira (11), o Ministério da Educação (MEC) também criou um comitê operativo de emergência reunindo universidades federais do país para enfrentar a questão. A organização montou ainda um grupo de especialistas e pesquisadores para assessorar a diretoria da instituição a tratar sobre o tema e organizar a divulgação de dados confiáveis sobre o novo coronavírus .

Nesta sexta-feira (13), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), maior federal do país, decidiu suspender as aulas. Um documento produzido por cinco reitores ligados à área da saúde, incluindo a reitora da UFRJ, Denise Pires, sugere que as medidas adotadas pelas federais sejam escalonadas de acordo com a evolução da epidemi a.

O texto orienta que em universidades onde não haja casos de COVID-19 no município as atividades sigam normalmente," sempre mantendo as medidas de lavagem de mãos e atenção a casos suspeitos." Em relação às instituições em cidades com casos confirmados, o documento orienta que sejam evitados eventos com mais de 100 pessoas, realizar o máximo possível de atividades por meio da internet e reforçar medidas de proteção nos locais de circulação de pessoas.

Leia também: Itália fecha todos os comércios para conter coronavírus

Para as universidades com casos confirmados do coronavírus , o grupo de reitores recomenda que haja suspensão de aulas presenciais e atividades em local de aglomeração por 14 dias e reavaliar a situação após esse prazo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários