Jair Bolsonaro disse que, por enquanto, manterá Abraham Weintraub no cargo, apesar da crise do Enem
Marcos Corrêa/PR - 29.8.19
Jair Bolsonaro disse que, por enquanto, manterá Abraham Weintraub no cargo, apesar da crise do Enem


Jair Bolsonaro garantiu nesta terça-feira que as causas das falhas no Exame Nacional do Ensino Médio ( Enem ) serão apuradas pelo governo federal. Ainda sem justificativas concretas para explicar os erros que prejudicaram milhares de participantes, o presidente levantou a possibilidade de ter ocorrido uma sabotagem.

"Se realmente foi uma falha nossa, se tem uma falha humana, sabotagem... seja lá o que for. Temos que chegar no final de linha e apurar isso aí", disse Bolsonaro . "Não quer dizer que é isso nem que a gente vai querer se eximir talvez de uma responsabilidade que seja nossa. Não sou dessa linha não", ponderou sobre a hipótese de o exame ter sido sabotado. 

A situação colocou muita pressão sob o ministro da Educação , Abraham Weintraub , durante os últimos dias, mas o presidente não tem planos de exonerá-lo do cargo, ao menos por enquanto. “Sempre eu falo 'por enquanto' para todo mundo. O único que não é por enquanto é o Mourão vice-presidente. O resto é tudo por enquanto", explicou.

Você viu?

Leia também: "Desrespeito": Estudantes estão apreensivos com impasse do Sisu

Falhas

O Ministério da Educação (MEC) anunciou na semana passada que encontrou erros na correção de 5.974 mil provas, do total de 3,9 milhões de participantes do Enem . Sem apresentar documentos ou qualquer tipo estudo técnico, Abraham Weintraub garantiu que, após a divulgação das falhas, todas as notas foram devidamente corrigidas, e divulgou a abertura das inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) .

Apesar da informação oficial de que erros foram cometidos em 5,9 mil provas, o MEC recebeu mais de 175 mil pedidos de reavaliação da nota. Na noite da última segunda-feira (27), o Ministério informou que vai suspender a abertura par inscrições do Programa Universidade Para Todos (ProUni) por tempo indeterminado, até porque a divulgação do Sisu foi suspensa pela Justiça Federal.

    Leia tudo sobre: Enem

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários