Tamanho do texto

Peça publicitária faz uma sobreposição de imagens, mostrando uma estudante negra sendo substituída por uma branca

MEc peça racista
Divulgação
Peça publicitária é a acusada por racismo com estudante ngera


Uma campanha publicitária do Ministério da Educação (MEC), sobre o prazo de inscrições para o Prouni, está gerando discussões e sendo acusada de racismo nas redes sociais.

A peça faz uma sobreposição de imagens, mostrando inicialmente uma estudante negra e, em seguida, sua mão sendo substituída por uma mão branca carregando um diploma. Por fim, seu próprio rosto é substituído pelo rosto de uma mulher branca. Para muitos internautras, é uma situação de racismo .

Leia também: Ministro da Educação garante que  Enem 2019 vai acontecer nas datas previstas


O MEC se defendeu, em nota enviada ao jornal O Globo, afirmando que "a intenção (da campanha) é enfatizar que as oportunidades são iguais para todos os candidatos, e a linguagem escolhida foi a sobreposição de imagens que demonstram a variedade de cor, raça e gênero". Mas, para muitos, a escolha não foi acertada e gerou sensação de racismo .