Tamanho do texto

Os programas criados pelo governo têm o objetivo de aumentar a inclusão no ensino superior, o que muda é a forma como eles funcionam

O Enem tem se tornado cada vez mais importante, todos os anos o número de Universidades particulares e públicas que passam a aceitar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio é maior. Em 2018, por exemplo, a novidade é a Unicamp que passou a disponibilizar algumas vagas para ingresso com a nota da prova. Além disso, programas como  FiesProuni trazem uma facilidade maior para estudantes cursarem o ensino superior.

Tirar uma nota boa no Enem significa conseguir entrar numa boa universidade, muitas vezes usando opções como Fies e Prouni
shutterstock
Tirar uma nota boa no Enem significa conseguir entrar numa boa universidade, muitas vezes usando opções como Fies e Prouni

Quando a nota do Enem permite ao aluno se matricular em uma universidade particular, as perguntas que ficam são: Qual a diferença entre Fies e Prouni ? Qual dos dois devo me inscrever para conseguir cursar o curso que desejo?

Ambos os programas do governo foram criados para aumentar a inclusão no ensino superior, ampliando o acesso do estudante aos cursos universitários oferecidos por instituições não gratuitas do país. Ou seja, independente do programa escolhido, objetivo final é o mesmo. Porém, existe uma diferença importante entre os dois. Entenda melhor.

Novo Fies

O Fundo de Financiamento estudantil (Fies), como o próprio nome diz, é um programa que ajuda o estudante a financiar o custo da sua formação universitária. Com ele, é possível cursar a graduação completa pagando uma taxa mensal e, após a conclusão do curso, começar a quitar o valor financiado.

Leia também: Termina nessa sexta-feira (23) o prazo para a renovação do contrato do Fies

Este ano, o Fies passou por uma mudança para se tornar mais sustentável e evitar a possível extinção do programa. Agora, existem três faixas diferentes de financiamento, para estudantes com realidades diferentes.

Na modalidade I, são 100 mil vagas destinadas a estudantes integrantes de famílias com renda per capita máxima de até três salários mínimos, com juros zero e mensalidades calculadas de acordo com a renda.

Podem participar da modalidade II estudantes que moram nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste e que tenham renda familiar per capita de até cinco salários mínimos. Nessa modalidade, o estudante paga as mensalidades de acordo com o seu nível de renda.

O Fies ajuda o estudante a financiar o valor do seu curso
Divulgação
O Fies ajuda o estudante a financiar o valor do seu curso

Já a modalidade III é oferecida a todos os estudantes do território nacional, que tenham renda per capita de até cinco salários mínimos, utilizando recursos do BNDES. Não é possível fazer a alteração da modalidade após a contratação do programa.

Durante curso, o estudante paga um valor mensal referente aos juros do financiamento. Após a conclusão da graduação, se ele tiver renda, começa a quitar a dívida com desconto direto na fonte. O prazo máximo de pagamento é estimado em catorze anos.

Prouni (Programa Universidade para Todos)

O Programa Universidade para Todos (Prouni) oferece bolsas de estudo, integrais e parciais, a estudantes que cursaram o ensino médio em escola pública ou como bolsista integral de escola particular e tenham renda familiar per capita máxima de até três salários mínimos.

Com renda per capita de até um salário mínimo e meio, o estudante tem direito a concorrer a uma bolsa de estudos integral, ou seja, 100% do valor total da graduação. Já em caso de renda per capita entre um salário mínimo e três salários mínimos, o estudante pode concorrer a uma bolsa de estudos parcial, ou 50% do valor total.

O estudante que conseguir o benefício da bolsa de estudos parcial ainda pode se inscrever no Fies para financiar o saldo restante a ser pago para realizar a sua graduação.

Tanto para o Fies como para o Prouni, é preciso prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), tirar nota média superior a 450 pontos e não zerar a redação.

Além do Fies e Prouni , o estudante também pode optar pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Mas, diferente deles, este é válido apenas para as vagas ofertadas por universidades estaduais e federais.

    Leia tudo sobre: fies
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.