Tamanho do texto

Veja como se inscrever para concorrer às bolsas do programa; candidato deve estar matriculado em instituição de ensino superior e ter feito o Enem

Candidatos que já estão no ensino superior e fizeram o Enem até 2010 podem se cadastrar para as bolsas remanescentes do ProUni
shutterstock
Candidatos que já estão no ensino superior e fizeram o Enem até 2010 podem se cadastrar para as bolsas remanescentes do ProUni

Acaba nesta segunda-feira (30) o prazo para as inscrições no processo seletivo das bolsas remanescentes do Programa Universidade para Todos (ProUni).

Leia também: MEC libera resultado de pedidos de isenção da taxa de inscrição do Enem 2018

No entanto, o benefício só vai valer para casos em que os candidatos às bolsas do ProUni já estão matriculados nas instituições de educação superior.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), ao todo, serão ofertadas 112.800 bolsas remanescentes, ou seja, aquelas bolsas que não foram ocupadas no decorrer do processo regular do Prouni.

Pode se candidatar quem for professor da rede pública de ensino ou que tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com nota superior a 450 pontos e acima de zero na redação. As inscrições devem ser feitas pela internet na página do programa.

Leia também:Iniciativas gratuitas empoderam moradores de Paraisópolis por meio da educação

ProUni

O ProUni é um oferece bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em cursos de graduação de instituições privadas de educação superior.

Nesta edição, foram ofertadas aproximadamente 243 mil bolsas. Dessas, 113.863 são integrais e 129.124, parciais. As integrais foram destinadas aos estudantes com renda per capita de até 1,5 salário mínimo. Já as bolsas parciais contemplaram os candidatos que têm renda familiar per capita de até três salários mínimos.

Poderão concorrer à primeira opção de curso aqueles que não foram pré-selecionados nas chamadas regulares ou foram pré-selecionados só na segunda opção de curso, mas não houve formação de turma.

Podem concorrer às bolsas do Prouni brasileiros sem diploma de curso superior e que tenham participado do Enem em 2017, tenham obtido nota superior a 450 pontos e não tenham zerado a prova. É necessário, ainda, que o candidato atenda a pelo menos um dos requisitos a seguir: ter cursado o ensino médio completo em escola pública, ou em instituição privada como bolsista integral, possuir alguma deficiência, ser professor da rede pública ou estar enquadrado no perfil de renda exigido pelo programa.

*Com informações da Agência Brasil

Leia também: Quer concluir o ensino médio? Inscrições para Encceja 2018 abrem hoje

    Leia tudo sobre: Enem
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.