Tamanho do texto

Dependendo da finalidade, nota da prova pode ser utilizada mesmo depois de um ano; entenda em qual situação ela possui prazo estendido

Para utilizar o FIES para financiar o crédito da mensalidade, estudante precisa ter feito o Enem a partir de 2010
Shutterstock/Divulgação
Para utilizar o FIES para financiar o crédito da mensalidade, estudante precisa ter feito o Enem a partir de 2010

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é um dos maiores meios de seleção utilizados pelas instituições de ensino superiores para admissão de seus alunos. A prova, que conta com questões de múltipla escolha sobre ciências humanas, ciências da natureza, linguagens e matemática, além de uma redação, é utilizada por mais de 120 universidades brasileiras, além de outras academias estrangeiras.

Leia também: Entenda quais programas aceitam as notas do Enem e qual é o melhor para você

No entanto, nem sempre o candidato que participou o Enem utiliza a nota do exame no ano seguinte da data da prova. E isso não é um problema, já que, dependendo da finalidade escolhida pelo participante não é preciso realizar a avaliação novamente durante alguns anos.

Seja para tentar uma vaga em alguma universidade pública, garantir espaço em uma instituição particular, conseguir uma bolsa de estudo ou solicitar financiamento da mensalidade da graduação: saiba até quando a nota do exame continua valendo.

Sisu

Para entrar em instituições públicas pela prova existe o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). É esse mecanismo que dá acesso à maioria dos cursos das universidades federais. Nesse caso, a nota só é valida por um ano, ou seja, o participante que quiser tentar entrar em uma faculdade pública terá que prestar o exame um ano antes da candidatura para a vaga, com validade até julho do ano seguinte.

ProUni

Já o sistema usado para entrar em universidades privadas com descontos de 50% e 100% nas mensalidades é o Programa Universidade Para Todos (ProUni). Porém, a validade é a mesma que o Sisu: é preciso usar a nota do Enem mais recente, ou seja, se o participante fizer a prova em outubro ou novembro, ele poderá utilizá-la ou na primeira vez que o programa abre inscrição, no início do ano, ou na segunda, em julho.

FIES

O programa que aceita o notas por mais tempo é o Financiamento Estudantil do Governo Federal (FIES), que pode usar os desempenhos a partir de 2010.

Leia também: Conheça os segredos para se sair bem na redação do Enem

Enem 2017

O exame deste ano será realizado em dois domingos seguidos, diferente dos outros anos. As datas escolhidas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) foram os dias 5 e 12 de novembro.

A ordem de aplicação dos conteúdos também foi alterada. Desta vez, no primeiro domingo, dia 5, serão aplicados os exames de Linguagens, Ciências Humanas e Redação, e os candidatos terão 5 horas e 30 minutos para a realização.

Já no segundo dia, 12, os participantes terão que lidar com as questões das provas de Matemática e Ciências da Natureza, com 4 horas e 30 minutos de duração. Um dos fatores que motivaram o instituto a modificar o Enem para os domingos foi a facilitação para os candidatos sabatistas, que tradicionalmente precisavam esperar até às 19h do sábado para iniciar a prova.

Leia também: Escola Sem Partido pede fim da regra sobre Direitos Humanos na redação do Enem

    Leia tudo sobre: Enem

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.