Tamanho do texto

Os cursos técnicos terão início no segundo semestre, tanto em instituições públicas quanto privadas; confira quais as áreas em que há oportunidades

Entre os cursos técnicos disponíveis no MedioTec, há oportunidades nas áreas de eletrônica, logística, segurança do trabalho, química, finanças, rede de computadores, açúcar e álcool, agricultura, agronegócio, guia de turismo e outros
Divulgação/Dieison Guisolfi/IFMT
Entre os cursos técnicos disponíveis no MedioTec, há oportunidades nas áreas de eletrônica, logística, segurança do trabalho, química, finanças, rede de computadores, açúcar e álcool, agricultura, agronegócio, guia de turismo e outros

Os estudantes do ensino médio interessados em uma das 107.465 vagas oferecidas em 131 cursos técnicos gratuitos pelo MEC  (Ministério da Educação ) têm até a próxima segunda-feira (31) para se candidatar às vagas remanescentes do MedioTec. A oferta dos cursos teve como base um mapeamento de empregabilidade a longo prazo.

As opções de formação por meio do MedioTec são amplas e, em muitos casos, levam em consideração características locais. Entre os cursos técnicos disponíveis, há oportunidades nas áreas de eletrônica, logística, segurança do trabalho, química, finanças, rede de computadores, açúcar e álcool, agricultura, agronegócio, guia de turismo, meio ambiente, jogos virtuais, cenografia, dança e teatro. Cada estudante pode se candidatar somente a um curso.

As formações oferecidas são feitas de maneira concomitante ao ensino médio. Isso significa que o estudante tem duas matrículas, sendo uma do ensino médio e outra do ensino técnico e, ao final, dois certificados de conclusão.

O estado com maior quantidade de vagas é Minas Gerais, com 19.803. Em segundo lugar está Goiás, com 11.572. São Paulo aparece em terceiro, com 9.525 vagas e a Bahia, em quarto, com 6.133.

Leia também: Escola Sem Partido pede fim da regra sobre Direitos Humanos na redação do Enem

“Ao entrar no MedioTec, é possível conseguir não apenas uma profissão ao longo do ensino médio , como também aferir emprego e renda posteriormente a essa qualificação, porque o mapeamento de empregabilidade foi bem feito”, reforçou o diretor de Articulação e Expansão das Redes Profissionais e Técnicas da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec), Geraldo Andrade.

Inscrições

Tanto a seleção quanto o cadastro do aluno no programa cabem às secretarias estaduais de educação. Assim, é necessário que o interessado se dirija à diretoria de sua escola ou à própria secretaria estadual. Todo o processo seletivo também é gratuito e não haverá prova.

Os cursos técnicos terão início no segundo semestre, tanto em instituições públicas quanto privadas. Uma vez que, na maioria dos casos, a instituição difere da escola onde o aluno está matriculado, será oferecido um auxílio-estudantil para custear despesas de transporte e alimentação. A lista completa dos cursos ofertados por estado está disponível na página eletrônica do programa.

Leia também: Capes seleciona docentes para bolsas de estudo em Harvard, nos EUA

* Com informações da Agência Brasil.