Tamanho do texto

Liberada a partir desta terça-feira (30), nota é calculada diariamente, com base na quantidade de vagas de cada curso e no total de candidatos inscritos

Para se inscrever no Sisu, candidato deve ter feito prova do Enem em 2016 e não ter zerado na redação
Alexandre Carvalho/A2 Fotografia
Para se inscrever no Sisu, candidato deve ter feito prova do Enem em 2016 e não ter zerado na redação

Após a liberação das inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que começou no último dia 29, e o Ministério da Educação (MEC) já começou a divulgar nesta terça-feira (30) as primeiras notas de corte.

Leia também: Sisu abre inscrições para o segundo semestre, mas estudantes relatam dificuldade

Essa nota divulgada pelo Sisu , baseada no resultado obtido pelos candidatos que prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no ano passado, é calculada diariamente, relacionando o número de vagas disponíveis em cada curso e o total de candidatos inscritos, que pode mudar a cada dia.

Essa média pode ser usada como parâmetro para quem quer saber se, com o que tirou no exame, vai conseguir ser selecionado para o curso. Ela funciona como a nota mínima necessária para passar em cada um dos cursos oferecidos pelo sistema.

É possível consultar a própria classificação parcial no site do Sisu, no campo de opção de curso escolhido.

O MEC ressalta que essas informações são apenas referência para ajudar o participante na hora de monitorar a inscrição e escolher a melhor alternativa de acordo com o seu desempenho na prova. No entanto, não é uma garantia de seleção para a vaga.

Leia também: Sisu abre inscrições nesta segunda; candidatos podem consultar vagas disponíveis

Sisu

Quem ainda não fez o cadastro no Sisu e quer tentar uma oportunidade em instituições públicas é preciso ter participado do Enem 2016 e não ter zerado na redação para poder fazer a inscrição, que vai até o dia 1º de junho.

É possível escolher até duas opções de curso para tentar uma vaga e, até o prazo de inscrição se encerrar, é possível alterar essas escolhas.

De acordo com o MEC, serão ofertadas, apenas neste semestre, 51.913 vagas em 1.462 cursos de 63 instituições de ensino, entre universidades federais e estaduais, institutos federais e instituições estaduais.

Com apenas uma chamada, o resultado deverá sair no dia 5 de junho. Na mesma data será aberta a lista de espera, que ficará disponível até 19 de junho. Para se matricular, o candidato aprovado terá do dia 9 ao dia 13 de junho – se passar de primeira -, e a partir do dia 26 de junho – para quem for chamado na lista de espera.

Leia também: Candidatos transexuais ou travestis poderão pedir uso de nome social no Enem

*Com informações da Agência Brasil

    Leia tudo sobre: Enem
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.