Tamanho do texto

Inscrições para o Sistema de Seleção Unificada começaram nesta terça-feira e vão até sexta; MEC afirmou que está trabalhando para solucionar questão

Estudantes que fizeram a segunda aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio relatam falha no sistema do Sisu
Marcos Santos/USP Imagens
Estudantes que fizeram a segunda aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio relatam falha no sistema do Sisu

Diversos estudantes que tiveram que participar da segunda aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no ano passado – devido às ocupações nas escolas em que haveria aplicação do exame – relataram que não estão conseguindo completar suas inscrições do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

As incrições no Sisu começaram nesta terça-feira (24) . Os estudantes interessados têm até a próxima sexta-feira (27) para se increverem. Ao todo, são 238.397 vagas em 131 instituições públicas, que variam entre universidades federais e estaduais, institutos federais e instituições estaduais.

Procurado pelo iG , o Ministério da Educação (MEC) afirmou que está atuando em parceria com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para tentar identificar e solucionar o problema. 

O Sisu seleciona os estudantes com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para isso, cabe a cada instituição definir o cálculo que utilizará para concluir a seleção dos novos alunos. Para participar do processo de seleção, o estudante só não pode ter tirado nota zero na redação do exame. Ao todo, mais de 6,1 milhões de estudantes fizeram as provas do Enem em 2016.

LEIA MAIS: Instituições de ensino superfaturam mensalidades de alunos com Fies, diz revista

O resultado da seleção do Sisu será divulgado na próxima segunda-feira (30). O período de matrícula será de 3 a 7 de fevereiro. Os candidatos que não forem selecionados na chamada regular poderão participar da lista de espera, entre 30 de janeiro e 10 de fevereiro. Esses candidatos serão convocados a partir do dia 16 de fevereiro, caso haja vagas remanescentes.

Nota de corte

Após a abertura das inscrições pelo Sisu, são divulgadas, uma vez por dia, ao notas de corte de cada um dos cursos, tanto pelo sistema universal quanto pelo sistema de cotas.

O candidato também pode consultar, em seu boletim, a classificação parcial na opção de curso escolhido. Ao final do período de inscrição, é divulgada a lista de selecionados. No boletim de acompanhamento, o candidato pode consultar sua classificação e o resultado final. Ao longo do período de inscrição, o candidato pode mudar as opções de curso.

LEIA MAIS: Já descobriu sua nota no Enem? Confira agora as datas do Sisu, ProUni e do Fies

Aos estudantes, o Ministério da Educação (MEC) ressalta que tanto a classificação parcial quanto a nota de corte são calculadas a partir das notas dos candidatos inscritos na mesma opção. Portanto, são apenas uma referência, não sendo garantia de seleção para a vaga ofertada pelo Sisu.

* Com informações da Agência Brasil.

    Leia tudo sobre: enem