Tamanho do texto

Processos seletivos usam resultado do Exame Nacional do Ensino Médio como critério para admitir candidatos e agilizar seus ingressos em faculdades

Eliana Pereira, 28 anos, decidiu participar do Enem para concorrer a uma bolsa do ProUni
Elza Fiuza/Agência Brasil
Eliana Pereira, 28 anos, decidiu participar do Enem para concorrer a uma bolsa do ProUni

Assim como o resultado final do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) – que foi divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)  –, o Ministério da Educação (MEC) anunciou nesta quarta-feira (18) o calendário oficial dos processos seletivos que utilizam o Enem para o acesso ao ensino superior.

Todos os processos são online e podem ser acessados a partir do site do MEC. Para participar de todos eles, os candidatos precisa apenas não ter zerado a redação do Enem

O primeiro processo que será aberto é o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), cujas inscrições serão de 24 a 27 de janeiro. O Sisu oferece vagas em instituições públicas de ensino superior. Nesta edição serão ofertadas 238 mil vagas em 131 universidades federais e estaduais e institutos federais e instituições estaduais. A partir desta quinta-feira (19), as vagas estarão disponíveis na internet para consulta.

+ Enem não servirá mais para conclusão do ensino médio, diz ministro da Educação

O Programa Universidade para Todos (ProUni) abre o processo seletivo no dia 30 de janeiro e encerra no dia 2 de fevereiro. O ProUni oferece bolsas de estudo integrais e parciais em instituições particulares de ensino. É exigida também a nota mínima de 450 pontos na média das provas do Enem.

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) terá as inscrições abertas entre 6 e 9 de fevereiro. O Fies oferece financiamento em instituições particulares a estudantes que obtiveram pelo menos 450 pontos na média do Enem e não zeraram a redação.

Divulgação da nota do Enem

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) liberou também nesta quarta-feira o resultado do Enem 2016. Os cerca de 6 milhões de candidatos que fizeram as provas já podem conferir as notas na página do participante do Enem. Para acessar, é necessário informar o CPF e a senha escolhida na hora da inscrição.

+ Maioria dos alunos brasileiros não entende o que lê nem acerta contas básicas

Segundo balanço do MEC, até o final da manhã, 1,3 millhão já haviam consultado a nota. Os estudantes têm acesso a uma tabela com a nota obtida em cada uma das provas: linguagens, matemática, ciências humanas, ciências da natureza e redação. Eles ainda não têm, no entanto, acesso ao espelho da redação, com a correção mais detalhada do texto, que será divulgado posteriormente.

* Com informações da Agência Brasil.

    Leia tudo sobre: enem fies