Tamanho do texto

Cerca de 1,5 milhão de alunos deve fazer o aditamento neste semestre; prazo para solicitação se encerra no dia 30 de dezembro e não deve ser prorrogado

Fies oferece financiamento de cursos em instituições privadas a uma taxa de juros de 6,5% ao ano
Reprodução
Fies oferece financiamento de cursos em instituições privadas a uma taxa de juros de 6,5% ao ano

A dois dias do fim do prazo para renovação de contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que termina na sexta-feira (30), 45 mil estudantes ainda não fizeram o aditamento. No total, 1,5 milhão de contratos devem ser renovados neste semestre. Os dados são do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

O aditamento, que deve ser feito a cada semestre, é o processo pelo qual o aluno renova seu contrato do Fies e garante a continuidade do financiamento do curso. O FNDE prorrogou por duas vezes a data limite para renovação  e não deve estender o prazo novamente.

O processo de renovação dos contratos é feito pela internet, no SisFies. O pedido é feito inicialmente pelas faculdades. Em seguida, os estudantes devem validar as informações inseridas pelas instituições no sistema.

Nos aditamentos simplificados, a renovação é feita a partir da validação do estudante no sistema. No processo não simplificado, quando há alteração nas cláusulas do contrato, como mudança de fiador, por exemplo, o estudante precisa levar a documentação comprobatória ao banco para finalizar a renovação.

LEIA MAIS: MEC divulga regras para seleção do Fies no primeiro semestre de 2017

Além disso, termina nesta quinta-feira (29) o prazo para que os estudantes que fizeram a renovação não simplificada do Fies entreguem no Banco do Brasil ou na Caixa Econômica Federal o Documento de Regularidade de Matrícula (DRM) emitido a partir de 25 de novembro e que esteja com o prazo de comparecimento ao banco expirado. O FNDE prorrogou a validade dos Documentos de Regularidade de Matrícula devido a problemas ocorridos na rede bancária.

O programa oferece financiamento de cursos superiores em instituições privadas a uma taxa de juros de 6,5% ao ano. O percentual do custeio é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante.

Fies 2017

Na semana passada, o Ministério da Educação divulgou as regras para a seleção do Fundo de Financiamento Estudantil  do primeiro semestre de 2017. As instituições de ensino superior interessadas em participar do programa terão até o dia 6 de janeiro para realizar a inscrição no sistema.

Para os estudantes, é obrigatório ter realizado a prova do Enem a partir de 2010 e ter obtido nota igual ou superior a 450 pontos, além de não ter zerado na prova de redação. Está mantido o limite de renda familiar em até três salários mínimos.

O cronograma para a inscrição dos estudantes, bem como o número de vagas que serão ofertadas no Fies do primeiro semestre do ano que vem, será divulgado posteriormente pelo Ministério da Educação.

* Com informações da Agência Brasil

    Leia tudo sobre: Fies
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.