Dino

Crescendo em um ritmo exponencial, a procura por imóveis sustentáveis é reflexo de uma maior preocupação da sociedade com a degradação do meio ambiente e o uso excessivo de recursos naturais. Prova disso é que, hoje, o Brasil está entre os cinco principais países no ranking de construções verdes no mundo.

A adoção por parte da incorporadoras de soluções que minimizem o impacto ambiental na construção tem ganhado cada vez mais importância e, muitas vezes, se torna um dos fatores importantes na decisão de compra, já que segundo o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE), 94% dos brasileiros estão preocupados com o meio ambiente.

Isso porque, de acordo com o Conselho Internacional da Construção (CIB), essa indústria é a que mais consome recursos naturais e utiliza energia de forma intensiva, causando consideráveis impactos ambientais, além de gerar 50% do total de resíduos sólidos dispensados no meio ambiente.

O atual cenário para construções verdes se mostra cada vez mais favorável e tem contemplado, inclusive, projetos do programa "Minha Casa, Minha Vida".

É preciso lembrar, porém, a necessidade de assegurar que um imóvel é verdadeiramente 100% sustentável, e segue a melhores práticas para a redução do seu impacto ao meio ambiente.

Captação de água da chuva, torneiras com fechamento automático e lâmpadas de LED são itens importantes, mas imóveis que verdadeiramente respeitam a natureza trazem soluções que partem desde a concepção do projeto, passam pela execução - reduzindo impactos ambientais causados pela construção - até a posterior manutenção realizada pelos proprietários.

"A sustentabilidade não termina na entrega das chaves, precisa ser perpetuada pelos investidores ao longo do uso de seus imóveis. Ou seja, o hábito sustentável precisa crescer na sociedade junto com empresas e soluções que fortaleçam e facilitem esses hábitos", explica Luigi Scianni Romano, sócio-fundador da Incorporadora Alphaz, que possui como diferencial a aplicação de soluções sustentáveis em seus projetos.

Sustentável desde o projeto e após a entrega do imóvel
Hoje, o segmento da construção civil conta com recursos e tecnologias capazes de gerar o menor impacto possível à natureza, mas que ainda não estão disponíveis na grande maioria dos empreendimentos.

O modelo de construção ecologicamente viável da Alphaz passa pela integração dos seus projetos com a área verde, valoriza a comunidade local e favorece a inclusão das pessoas com o entorno de maneira sustentável.

Entre as soluções ecológicas dos imóveis da Alphaz está o sistema fotovoltaico, responsável por transformar os raios solares em energia elétrica que pode ser utilizada em qualquer equipamento doméstico, gerando uma redução na conta de energia. Ao contrário das placas fototérmicas comuns, que apenas armazenam o calor da luz solar para aquecer um chuveiro, por exemplo.

Outro recurso disponível nos imóveis da Alphaz é o biodigestor de esgoto, um sistema ecológico que transforma, por meio de bactérias, a matéria orgânica em um biogás que pode ser usado como energia. A água do esgoto também é tratada por um filtro biológico e, depois disso, fica pronta para o reuso.

Junto das placas fotovoltaicas e do biodigestor, integram os projetos da Alphaz um sistema de captação de água da chuva, compostagem orgânica e lixeiras para coleta seletiva.

A incorporadora também utiliza madeira de demolição e blocos estruturais que geram uma economia de 30% a 40% no custo das obras, resultado da parceria com a Alpha Ambiental, empresa que produz e fornece insumos como areia, brita e pedrisco a partir da reciclagem de entulhos urbanos, demolições e resíduos de obras.

Maior retorno sobre o investimento
Tais recursos adotados pela Alphaz em seus empreendimentos viabilizam uma construção 100% sustentável e continua gerando o menor impacto possível à natureza, mas os benefícios para o investidor ainda vão além.

Optar por imóveis sustentáveis é ter uma garantia de melhores rendimentos, pois eles têm valorização de até 30% após a entrega, de acordo com o Green Building Council (GBC).

A rentabilidade de imóveis ecológicos é bastante significativa, explica Luigi. No caso da Alphaz, a empresa pratica uma inteligência de produção que permite ao cliente pagar um preço mais barato do que os concorrentes. Isso pode ser revertido para o bolso do dono do imóvel em uma revenda ou até mesmo no caso de uma locação.

"Realizamos um estudo detalhado do mercado imobiliário da região e mesmo nossos projetos sendo assinados por grandes nomes da arquitetura, com soluções sustentáveis e localização estratégica, eles são mais baratos em comparação com o que é praticado pelo mercado. O nosso condomínio Landscape, na Bahia, por exemplo, chega a custar 30% abaixo do preço da concorrência", reforça Luigi.

    Veja Também

      Mostrar mais