Dino

Para grande parte das pessoas, não há nada melhor que uma xícara bem quentinha de café para começar bem o dia. Além de dar energia e disposição, o grão é benéfico para a saúde. No Brasil, o ouro verde, como ficou historicamente conhecido, é considerado uma paixão nacional, já que é consumido por nove entre dez pessoas com mais de 15 anos, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC) . O país não é o único a apreciar as suas inúmeras propriedades.

Com taxa de aceitação nos lares de 97% , ele se tornou a bebida mais ingerida no mundo, ficando atrás apenas da água. Com o objetivo de valorizar a força da indústria cafeeira, a sua versatilidade e relevância, foi criado o Dia Internacional do Café , a ser comemorado no dia 01 de outubro. A data visa chamar a atenção para o impacto positivo gerado pelo produto. 

Relevância financeira

Economicamente, o café também possui um papel bastante expressivo. O Brasil é considerado, há 100 anos, o maior exportador e produtor no mundo, chegando a representar um terço da produção mundial . Segundo o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (CECAFÉ), até agosto de 2020 o país exportou mais de 26 milhões de sacas, totalizando uma receita de pouco mais de três bilhões de dólares. Esses valores chamam atenção para o peso internacional do produto e para a capacidade produtiva do agronegócio café. 

Saúde e sabor

Quando se trata de Café e saúde , as propriedades contidas no grão são excelentes para propiciar um estilo de vida mais saudável. A cafeína ajuda no estímulo da atividade mental, na melhora da concentração, no aumento da velocidade das associações de ideias, na diminuição da sensação de fadiga e, ainda, dá energia, o que potencializa o desempenho em atividades físicas. Outra importante vantagem do grão é o seu poder anti-inflamatório. Minerais, ferro, aminoácidos e ácidos clorogênicos, presentes em sua composição, são excelentes para a prevenção de alguns tipos de cânceres (pele e fígado), diabetes tipo 2 e doenças cardíacas.

Com o passar dos anos, o café se tornou ingrediente fundamental na gastronomia internacional. Podendo ser utilizado na preparação de inúmeras receitas, como bebidas, pratos doces e salgados, base de molhos e como complemento para saborizar recheios e pães, ele ganhou um espaço importante entre os chefs ao redor do mundo. Dominar a arte de controlar a sua acidez e harmonizar o seu sabor é essencial para que o seu aroma seja levado à mesa.

Valor histórico

O café faz parte da história mundial e contribui, diariamente, para o bem-estar e a qualidade de vida de quem o consome. De acordo com Ricardo de Sousa Silveira, Presidente da ABIC, “a bebida é uma grande companheira, desde o café da manhã até o fim do dia. Café não é tudo igual e a ABIC trabalha, de forma exaustiva, para estimular o consumo de um produto de qualidade, através dos seus Programas de Certificação ”. Seja na economia, na Café e saúde , na gastronomia ou no número de empregos que o plantio e a colheita geram, a versatilidade do seu impacto é essencial para o desenvolvimento internacional. 



Website: https://www.abic.com.br/

    Veja Também

      Mostrar mais