Dino

Quem nunca começou o dia com o pé esquerdo porque se olhou no espelho e viu que os fios estavam rebeldes e o penteado não estava no lugar certo como de costume? Dizem que a vaidade da mulher começa no cabelo, mais que isso, toda sua autoestima se concentra nas madeixas. E não é só uma questão de beleza, mas deleite – é poder se olhar no espelho e sentir-se bem consigo mesma, e tudo começa com os fios.

Associação Brasileira de Franchising  (ABF) declarou que, entre 2015 e 2017, o ramo de Saúde, Beleza e Bem-Estar, no qual as redes voltadas para os serviços de estética estão inseridas, viu seu faturamento crescer 35,3% rendendo um total de R$ 30 bilhões, os dados são de 2018.

Muitas mulheres se permitem em investir seu tempo e sua renda em salões de beleza e centros estéticos para o seu próprio agrado. Algumas chegam a gastar, em média, 30% da sua renda mensal com procedimentos e produtos ligados à beleza. Mas nem todas as mulheres têm acesso a esse mercado, ou podem se dar ao luxo de investir tempo e dinheiro em sua própria vaidade. Pensando nisso, André Oliveira, CEO e proprietário do salão Studio Ark, criou o projeto “modelo free”. Toda semana ele recebe uma quantidade de mulheres que não possuem condições financeiras para fazer os procedimentos disponíveis no salão, como: alisar, hidratar, nutrir e cortar as madeixas.

 “Sentir-se bem é fundamental para viver em harmonia com si mesmo e com os outros, mas para algumas mulheres a estética fica em último plano, algumas não possuem acesso e outras priorizam os gastos com os filhos e família. Por isso, temos o projeto “modelo free” no Studio Ark, onde oferecemos gratuitamente os procedimentos que temos no salão para elas, devolvendo a autoestima e contribuindo para que elas se sintam bem”, ressalta.

A iniciativa do projeto “modelo free” tomou destaque nas redes sociais com vídeos chegando a 12 milhões de visualizações. André recebe uma pessoa por vez para uma conversa olho no olho antes de começar os tratamentos “ Mais que um cuidado estético eu priorizo deixá-las felizes, então com uma simples conversa começando com “ como você está” elas já soltam um sorriso, e isso para mim é tudo. ”, ressalta.

O projeto acontece regradamente toda quarta-feira no salão localizado em São Paulo na região do Morumbi e recebe um limite de seis mulheres para não haver aglomeração durante a pandemia. Para se candidatar é necessário ser maior de 16 anos, morar em São Paulo e enviar uma foto dos cabelos para avaliação do tratamento do qual o salão irá disponibilizar gratuitamente. Entre em contato pelo número de telefone e redes sociais do Studio Ark. 



Website: https://www.studioark.com.br/
    Leia tudo sobre: empreendedorismo

    Veja Também

      Mostrar mais