Fernanda Machado
Reprodução
Fernanda Machado

Meu sócio saiu da empresa e deixou muitas dívidas. O negócio estava crescendo e como sempre confiei muito nele, não me preocupava muito com a parte financeira. Levei um susto quando ele desapareceu e me deixou com um rombo enorme na empresa. O que devo fazer? (Maria Alice, Rio das Ostras)

Em uma sociedade há deveres e obrigações. A advogada Fernanda Machado explica que o primeiro ponto que deve ser observado antes de se tomar qualquer medida é a responsabilidade e a cota de cada um dos sócios na sociedade. O segundo ponto é mensurar o prejuízo causado através de um contador, e o balanço da empresa atual, bem como dos anos anteriores. Já o terceiro é identificar se a empresa por si só tem capacidade de pagar as suas dívidas. Caso contrário, o recomendado é um pedido de recuperação judicial, instrumento que dará fôlego a empresa e permitirá um plano de pagamento aos credores.

Após fazer todo esse levantamento, é aconselhável contratar um advogado criminalista para ingressar com as medidas judiciais cabíveis, em face do sócio que estava à frente da administração, pelos supostos crimes cometidos na gestão da empresa.

Não custa lembrar que quando alguém se torna sócio de uma empresa, também adquire direitos e deveres decorrentes deste negócio, pontua o advogado Átila Nunes do serviço www.reclamaradianta.com.br. O atendimento é gratuito pelo e-mail jurídico@reclamaradianta.com.br ou pelo WhatsApp (21) 993289328.

Casos resolvidos pela equipe do Reclamar Adianta (WhatsApp:21 -99328-9328 - somente para mensagens): Edson Júnior (Dell), Telma Silva (Magazine Luiza), Fabiano Vieira (Banco Itaú)

    Mais Recentes

      Comentários

      Clique aqui e deixe seu comentário!