Câmara Municipal do Rio
Rerpodução
Câmara Municipal do Rio

O folclore do futebol brasileiro criou uma expressão jocosa para identificar jogadores que são contratados pelos clubes, mas raramente entram em campo, porque dizem estar contundidos: são os "chinelinhos". Na política carioca, começam a surgir alguns fantasmas com o mesmo espírito. Só neste ano, a prefeitura do Rio colocou à disposição da Câmara dos Vereadores 23 servidores do município. Outros 208 funcionários de carreira da prefeitura já estavam lotados na Casa Legislativa e por lá foram mantidos. Só professores e profissionais da educação são 70. Daria para abrir uma escola dentro do Palácio Pedro Ernesto. Muitos se refugiam nos gabinetes para não ter que bater ponto na sala de aula. Outros, sequer aparecem na Cinelândia. Como a operação está em andamento, ainda não se tem a grandeza final de quanto será a economia feita pelo governo Eduardo Paes.

Comissionados

Já no Legislativo, surge outro problema. Muitos assessores "vips" não trabalham, mas segundo se comenta nos corredores, recebem religiosamente em dia. Os beneficiários de cargos comissionados iniciam ganhando R$ 1.378 de salário e podem vir a ganhar até R$ 3.021. A média salarial para cargo comissionado no Brasil é de R$ 2.000. A formação mais comum é de graduação em administração. No mínimo, cada gabinete conta com três funcionários comissionados – sendo um chefe de gabinete e dois assessores parlamentares -, atualmente são quatro funcionários – um chefe de gabinete e três assessores parlamentares.

Contra intolerância religiosa

Vereador Marcio Ribeiro (Avante) apresentou requerimento para desarquivar projeto de lei de autoria do vereador Átila A. Nunes (DEM) em defesa da liberdade religiosa. "É inaceitável que em uma cidade tão plural e diversificada, casos de intolerância religiosa continuem crescendo. O mundo já vive momentos de tantas perdas, dor, de tanto racismo e desrespeito aos direitos humanos, que só podemos achar uma saída no diálogo, no entendimento e no respeito à diversidade", disse Ribeiro.

Isenção de imposto

Projeto de lei do deputado Marcus Vinícius (PTB) quer isentar de imposto ITCMD pessoas físicas e empresas que contribuírem financeiramente para a compra de vacinas e insumos contra a Covid-19. Proposta tem apoio de outros 22 parlamentares da Alerj.

Dia Internacional da Mulher

A Câmara Municipal do Rio homenageia hoje, no Dia Internacional da Mulher, personalidades femininas que se destacaram em prol das causas democráticas, humanitárias, artísticas e culturais. Elas vão receber a Medalha de Reconhecimento Chiquinha Gonzaga.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários