Deputada Adriana Balthazar vai lançar no Rio programa 'Você Fiscal'
Reprodução/Twitter
Deputada Adriana Balthazar vai lançar no Rio programa 'Você Fiscal'

Não é segredo para ninguém que a situação das finanças do Estado do Rio está em frangalhos. Mesmo assim, isto não significa que cada centavo não precise ser acompanhado. A forma como o dinheiro público é utilizado é um assunto que o cidadão está cada vez mais interessado e os políticos estão atentos a isso. Pensando nisso, a deputada estadual Adriana Balthazar (Novo), que está em seu primeiro mandato, quer formar grupos de cidadãos fluminenses para acompanhar com lupa os gastos públicos no Rio de Janeiro. O programa, chamado de Você Fiscal, foi desenvolvido em parceria com o deputado estadual Bruno Souza (Novo), de Santa Catarina.

Contra o desperdício

A proposta do programa é capacitar voluntários por meio de aulas de Administração, Licitações e Contratos e Instrumentos de Fiscalização e Órgãos de Controle. Ele terá duração de seis meses e o edital está sendo elaborado pela equipe da parlamentar. A proposta é formar duas turmas de 30 pessoas por ano. Ao final de cada período, as pessoas que tiverem as maiores pontuações nas ações de fiscalização serão premiadas."Uma das premissas do meu mandato é fiscalizar o uso dos recursos públicos. E ter cidadãos com capacidade para fiscalizar também é uma forma de ampliar o controle social sobre como o dinheiro público tem sido gasto. As pessoas devem estar atentas às obras, às licitações, aos contratos emergenciais e a nomeações de pessoas para cargos estratégicos. O Você Fiscal é uma forma de incentivarmos o exercício dessa cidadania", defende Adriana Balthazar.

Ele chama a atenção

Os deputados estaduais têm notado que o governador Cláudio Castro tem um influente articulador político em favor da sua reeleição. Trata-se de Rodrigo Abel, o todo poderoso chefe de gabinete de Castro que atua com desenvoltura nos bastidores do Palácio Guanabara.

Fora da vida pública

Renato Cinco, que não conseguiu se reeleger vereador do Rio na última eleição, deixou o PSOL ainda em 2020. Ele explicou agora a razão: "O PSOL migrou de esquerda radical para esquerda moderada. O presidente do partido chama isso de amadurecimento. Eu considero acovardamento".

Em defesa da Prainha

Surfistas propuseram projeto, aprovado pela Câmara Municipal do Rio, que dá nome de Sirkis a um espaço de convivência comunitária e ecológica na Prainha. Ambientalista, Alfredo Sirkis morreu em 2020. Ele foi um dos defensores da Prainha contra a especulação imobiliária.

Direitos das trabalhadoras domésticas

Plenário da Alerj discute nesta quinta-feira (4) projeto de lei da deputada Mônica Francisco, que dispõe sobre a afixação de cartazes em transportes públicos intermunicipais com informações sobre direitos das trabalhadoras domésticas durante a pandemia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários