General Richard Nunes já foi Secretário de Segurança Pública do Rio
Estefan Radovicz / Agência O Dia
General Richard Nunes já foi Secretário de Segurança Pública do Rio

A celeuma em torno da compra de alimentos para o Poder Executivo Federal, incluindo Presidência, Vice-Presidência, Ministérios, Estatais, Forças Armadas e Autarquias, além de programas sociais, trouxe à luz os cariocas que hoje estão no centro do poder da comunicação em Brasília. O general Richard Nunes, que já ocupou a função de Secretário de Segurança Pública do Rio, hoje é o homem forte da Comunicação do Exército. O Vice-Almirante Carlos Chagas, assessor especial do Ministério da Defesa, acabou centralizando a comunicação da pasta e tem sido ponta de lança na tentativa de apagar o fogo que mais parece um lança chamas no assunto, já que a compra de leite condensado, chiclete e outros produtos passou a ser questionada. E Chagas tem se esforçado para explicar que a discussão está equivocada e desalinhada com os fatos concretos.

NOTA DA DEFESA

O ministério da Defesa divulgou nota de esclarecimento: "As Forças Armadas mantiveram, em 2020, o mesmo patamar de gastos com gêneros alimentícios de 2019, conforme dados do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (SIAFI), mesmo com um aumento de cerca de 14% no valor dos alimentos no mesmo período (IPC-FGV). Tais gastos, conforme já esclarecido anteriormente, constituem obrigação prevista em lei, sendo destinados à alimentação de um efetivo de 370 mil militares da ativa, em 1.600 organizações militares por todo o País. Ao contrário dos civis, os militares não recebem qualquer auxílio alimentação".

Cedae na Câmara Municipal

O presidente da Cedae, Edes Fernandes de Oliveira, estará na Câmara Municipal do Rio hoje (1º) para um encontro com parlamentares, que vão solicitar esclarecimentos sobre problemas na qualidade da água disponibilizada à população. A iniciativa é da vereadora Tainá de Paula (PT).

Um milhão de refeições

Criado pelo Governo do Estado em agosto do ano passado, o programa RJ Alimenta já distribuiu 1 milhão de refeições a pessoas em situação de vulnerabilidade social. Para comemorar a marca, as secretarias de Assistência Social e de Cultura fecham parceria para que a Biblioteca Parque do Estado, no Centro do Rio, sirva de ponto de entrega das refeições. A cerimônia acontece no espaço cultural, na próxima sexta (5), com uma programação especial, que inclui música, poesia e literatura.

80 anos x fura-filas

Emenda do deputado federal Christino Áureo à MP da Vacinação é uma paulada nos fura-filas. "Somente serão destinadas doses de vacinas a outros grupos prioritários após a vacinação de toda a população de idosos com 80 anos ou mais e aos profissionais da área de saúde, com atuação comprovada na linha de frente ao combate à pandemia da Covid-19".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários