O roubo de Combustível gera um prejuízo de R$ 150 milhões
Divulgação
O roubo de Combustível gera um prejuízo de R$ 150 milhões

A Polícia Civil prendeu em casa, no bairro Jardim Santa Rita, o ex-vereador e ex-policial militar Alex Rosa. Ele é alvo da operação "Pit Stop", contra o desvio de combustível em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. O político seria o chefe de uma das quadrilhas que atuam no Rio. O problema é mais sério do que se pensa. O diretor do Centro Brasileiro de Infra Estrutura (CBIE), Adriano Pires, estima que a perda anual da Petrobras provocada por furto de combustíveis alcance R$ 150 milhões. A empresa disponibiliza o número 168 para receber alertas da população que ajudem a chegar aos autores. O crime pode ser dividido em três categorias com diferentes níveis de complexidade: importação ilegal ou combustível ilegal; furto de carga de caminhão e furto de carga em duto.

O CERCO SE FECHA

Um consultor que conhece o assunto com profundidade, mas pediu para não ter seu nome revelado, conta que a Polícia Civil e o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro "fazem um trabalho fantástico. Com a atuação em duas frentes, o furto em dutos e em caminhão diminuiu muito no Rio de Janeiro. Tem sido um trabalho de 3 anos dos dois órgãos e com o sistema Petrobras colaborando. A empresa investiu muito nisso", diz ele. As autoridades contam com o apoio da população, até porque, o furto de combustível de dutos pode colocar em risco a vida de pessoas e o meio ambiente. "É uma covardia social. É camuflada a baixíssima qualidade, vaza e pode gerar uma catástrofe", alerta. O que os engenheiros esclarecem é que o combustível ilegal não respeita o sistema tributário. E mais, o solvente pode ser importado e transformado em gasolina de má qualidade. "É crime organizado. Há indústrias secundárias que fazem esse tipo de ação e não são pequenas". 

Mais verde, mais ar puro

Convênio entre Governo do Estado e a Prefeitura de Nova Iguaçu viabiliza o projeto de reflorestamento na cidade da Baixada Fluminense, onde se pretende plantar 300 mil mudas de espécies nativas da Mata Atlântica. O Florestas do Amanhã irá fazer o reflorestamento de 150 hectares na APA Gericinó-Mendanha, em Tinguá e em Morro Agudo.

Você viu?

Maldade palaciana

Piadinha que circulou no Palácio Guanabara esta semana é que o presidente Jair Bolsonaro estaria estudando a hipótese de vir ao Rio nesta quinta-feira. O motivo seria assistir ao lançamento do novo filme do Pinóquio, a clássica história do boneco de madeira que se transformou em um garoto de verdade.

O mundo dá voltas

A deputada direitista Alana Passos (PSL) escreveu nas suas redes sociais no 15 de janeiro: "Eu vou tomar a vacina do Bolsonaro. Talkey?". A vacina disponível para o morador do Rio de Janeiro é a chinesa Coronavac, da Sinovac-Butantan, a mesma do governador de São Paulo, João Doria.

Quilombolas são prioridade

O Ministério Público Federal questionou o Ministério da Saúde exigindo a inclusão das comunidades quilombolas do Estado do Rio de Janeiro na primeira fase de vacinação nos termos da lei, como previsto no Plano Nacional de Vacinação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários