Waguinho e Bolsonaro
Divulgação
Prefeito eleito de Belford Roxo, Waguinho, e presidente Jair Bolsonaro

De olho na disputa pelo Planalto em 2022, o presidente Jair Bolsonaro pretende solidificar a sua base de apoio no estado do Rio de Janeiro começando pela Baixada Fluminense. Um dos articuladores da expansão direitista está sob o comando do senador Flavio Bolsonaro, o filho do presidente com mais trânsito no interior e área metropolitana. A estratégia bolsonarista contempla ações que agradem os 2,8 milhões de eleitores espalhados em 13 cidades da Baixada. Por este motivo é que o presidente tem tratado com deferência o prefeito eleito de São Gonçalo, Capitão Nelson (Avante), um dos poucos que Jair gravou vídeos de apoio no segundo turno da eleição municipal. Não por acaso, a principal bandeira do prefeito eleito é a segurança pública. Nelson garantiu que implementará o programa São Gonçalo Presente em todos os distritos para resgatar os espaços públicos.

CAXIAS E BELFORD ROXO

Outro tratado com tapete vermelho é o prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis, que foi recebido em Brasília, nesta terça-feira, cumprindo extensa agenda de reuniões e compromissos. Na primeira reunião do dia, Washington Reis esteve com o presidente da República, Jair Bolsonaro, com quem tratou de questões para o município de Duque de Caxias e toda a Região Metropolitana do Estado, em especial para as cidades da Baixada Fluminense. Reis é candidato a governador daqui a 2 anos.

O prefeito eleito em primeiro turno Waguinho (MDB), de Belford Roxo, se aproximou do bolsonarismo e está aberto a formar uma aliança visando apoiar o presidente Jair Bolsonaro caso esteja de pé o projeto à reeleição. O seu grupo político conta com a mulher, deputada federal Daniela do Waguinho, e com ex-vice, deputado estadual Marcelo Canella (MDB).

CPI do Rioprevidência

O deputado Flávio Serafini convocou os deputados Alexandre Freitas (vice-presidente), Waldeck Carneiro (relator), Anderson Moraes, Martha Rocha, Eliomar Coelho e Renata Souza para apresentação do relatório final da CPI do Rioprevidência, que investiga a tentativa de reforma da previdência onerando os servidores públicos estaduais por perdas financeiras causadas por governos anteriores.

Ambulante ferroviário

Está em tramitação projeto de lei de autoria do deputado André Ceciliano (PT), que declara patrimônio cultural de natureza imaterial do estado do Rio de Janeiro a atividade de vendedor ambulante do sistema ferroviário do estado.

Naturismo com treinamento

Os agentes públicos que realizam suas atividades permanentes em áreas de prática do naturismo deverão receber treinamentos específicos para o exercício de suas atividades, sendo ouvida e incluída a Associação de Naturistas local nesta qualificação. O Poder Público Estadual, a fim de inibir abusos de qualquer natureza, deverá garantir a presença de agentes públicos nas áreas de prática do naturismo, incluindo seus locais de acesso, e a permanência dos mesmos em dias de grande público.

Clima tenso na área da Saúde

Vereadores que sempre tiveram prioridade na indicação de nomes para cargos na máquina municipal estão desesperados com a indicação de Daniel Soranz para Secretaria de Saúde. Alguns tentam se aproximar de Eduardo Paes para neutralizar eventuais retaliações.

Twittadas do Nuno

Em SP, o governador João Dória anunciou que em 25 de janeiro começa a imunização. E veio o anúncio do governo federal de comprar qualquer vacina aprovada pela Anvisa. O tema não deveria ser uma corrida política, mas como se tornou, que vença a população!

As chuvas do verão estão chegando, e é de extrema relevância que todas as sirenes das comunidades do Rio estejam funcionando. Como sempre falo aqui: agindo com prevenção, tragédias futuras podem ser evitadas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários