Fernando de Noronha
Agência Brasil
Fernando de Noronha

Com novas pousadas de luxo e vivendo eterno problema de falta de água, a principal ilha habitável do arquipélago de Fernando de Noronha ganhou um dessalinizador para abastecer turistas e moradores que frequentam o pedaço de paraíso.

O novo sistema, de responsabilidade da Companhia Pernambucana de Saneamento, terá capacidade total de produção de 20 litros de água por segundo. A obra está em andamento e os testes estão previstos para o final de agosto, após isso inicia-se a distribuição, segundo a Compesa.

Será colocado um tubo da ilha habitável até o mar, e a princípio vão captar tudo – areia, arenito, pedras – que irão para uma central de recolhimento do material bruto, para que então possam começar o processo de retirada da água potável que irá para as torneiras. Hoje, parte da água para consumo é levada por aviões cargueiros.

O arquipélago pertencente ao Estado de Pernambuco tem 26 ilhas e durante o regime militar em 1964 manteve lá preso o então governador Miguel Arraes.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários