Governador Flávio Dino (PCdoB)
Agência Brasil
Governador Flávio Dino (PCdoB)

Juliana Brizola e Brizola Neto, netos do saudoso Caudilho, perderam a eleição para vereador em Porto Alegre e no Rio de Janeiro, respectivamente. O PCdoB foi derrotado em Olinda, que controla há muitos anos, reduto da esquerda intelectual da grande Recife.


E na capital, os primos João Campos (PSB) e Marília Arraes (PT) racharam a militância, passaram empatados. Em Goiás, o governador Ronaldo Caiado mostrou sua força, e elegeu seis prefeitos do DEM no Entorno do DF. O PTB de Roberto Jefferson, com fundo eleitoral bem menor, elegeu mais prefeitos que o PT no País.


O governador Flávio Dino (PCdoB) viu seu candidato perder em Imperatriz, maior cidade do interior do Maranhão. E em Lauro de Freitas (BA), onde Lula da Silva está morando, o PT venceu a prefeitura.


O senador Humberto Costa (PT) e sua trupe no Recife estão num beco sem saída, mesmo com mais de 400 cargos doados pelas gestões do PSB.


É pule de dez que o PDT de Marta Rocha vai apoiar Eduardo Paes no Rio de Janeiro no segundo turno. Marta, aliás, foi jogada de Carlos Lupi para puxar votos anti-Crivella.


O famoso ex-senador Mão Santa (DEM), conhecido por seus longos discursos na tribuna, foi reeleito prefeito de Parnaíba, no Piauí, com expressiva votação (68%).


Em Muriaé (MG) foi eleito o candidato mais idoso do País. José Braz (Progressistas), de 95 anos, venceu a disputa contra Grego, o atual prefeito. Braz já governou a cidade por duas vezes.

    Veja Também

      Mostrar mais