TRE
UOL/Divulgação
TRE de Pernambuco

O TRE de Pernambuco proibiu manifestações que provoquem aglomerações, tumultos eleitorais, sejam eles comícios, carreatas, ‘bicicleatas’, caminhadas e bandeiraços em semáforos. As ruas ficaram desertas na reta final da campanha eleitoral.

Foi decisão acertada, contam militantes, contra o perigo da segunda onda do Covid-19. É que os candidatos à prefeitura faziam uma farra na rua, com aglomerações, corpo-a-corpo com abraços e apertos de mãos, festas, sem seguir normas sanitárias. Só cumpriam as regras em frente às câmeras de TV.

Ficha caiu

Parece que os prováveis adversários de João Campos (PSB) à Prefeitura do Recife já dão como certa a sua presença no 2º turno. Então começaram uma guerra fratricida em que todos perderão. Estão se acusando mutuamente no guia eleitoral.

Marília Arraes, candidata do PT no Recife, promete retirar o superlotado presídio Aníbal Bruno da capital, sem saber para onde levar. Mas a competência é do Estado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários