Pr. Everaldo
O Dia

Pr. Everaldo

Os custos da atividade partidária do PSC estão no foco desde que seu principal dirigente, o Pr. Everaldo, foi preso na mesma operação que apeou do cargo o então governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. 

Entre eles, figura o pagamento de R$ 1,7 milhão feito ao marqueteiro argentino Jorge Gerez, que cuidou da campanha de Pr. Everaldo à Presidência em 2014. A produtora de vídeo OVNI, vinculada a Gerez, também recebeu uma quantia semelhante.

Em nota à Coluna o PSC esclarece "que Jorge Gerez foi contratado pela campanha presidencial do partido em 2014. Após esse período, não houve nova contratação. O valor informado pela coluna não foi pago pelo PSC".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários