Correios
Correios / Divulgação
Correios

A disputa nos bastidores das sedes é forte com a iminente privatização dos Correios. Nessa rota da privatização no Brasil, além da chinesa Alibaba, a gigante de e-commerce, a argentina Mercado Livre está de olho na estatal, com a qual já tem uma grande parceria de entregas de produtos compradas no seu site.

Enquanto a Alibaba planeja discreta a oferta, provavelmente com um grande parceiro brasileiro, a Mercado aposta na sua logística de entrega e nos centros de distribuição como um diferencial. 

A Associação dos Profissionais dos Correios informa que é praxe na estatal a realização de mutirões quando há greve. E que a gestão do general Floriano Peixoto, ao comemorar entrega normal de objetos, fez o dever de casa. “Nunca foi preciso sequer um sargento para fazer isso”, complementa a assessoria da Associação.

    Veja Também

      Mostrar mais