Parque Olímpico
Wikipédia/Divulgação
Parque Olímpico do Rio de Janeiro

O Governo de Jair Bolsonaro deu o pontapé discreto para privatizar o parque olímpico do Rio de Janeiro. No Decreto 10.408, de terça-feira, redirecionou servidores da Secretaria de Desburocratização para o recém-criado Escritório de Governança do Legado Olímpico, que ficará sob comando do Ministério da Cidadania (onde está o extinto Ministério do Esporte).

O grupo tem prazo de validade. Até dia 15 de Janeiro de 2021 terá missão de elaborar plano de ação para “destinação das arenas” – missão que caberá também ao Ministério sobre outras instalações do parque. O prazo poderá ser prorrogado, apenas uma vez, até 15 de junho.

Aliás..

Se prefeito, governador e presidente não se estranhassem tanto, o Rio poderia ter hospitais de campanha nas desocupadas e gigantes arenas do parque Olímpico na Barra.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários