Abraham Weintraub
Agência Brasil
Ministro da Educação, Abraham Weintraub

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse na reunião que deveriam prender os “esses vagabundos”, “começando pelo STF”.

Por muito menos, um advogado foi retido pela PF num voo a mando do ministro Ricardo Lewandowski, após chamar Supremo de “Vergonha”.

Weintraub está passivo de uma intimação na PF para se explicar, caso algum ministro ou o plenário decida por isso. Detalhe, o advogado crítico saiu do avião para dentro de uma viatura, rumo à PF.

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, pediu para que os outros ministros do STF sejam comunicados sobre a fala de Weintraub para assim adotarem as medidas que acharem adequadas.

    Veja Também

      Mostrar mais