PF
Agência Brasil

Polícia Federal

A 2ª Promotoria de Defesa do Patrimônio Público, do MP do Amapá, impetrou ação civil pública na Justiça para cercar o Governo sobre compras sem licitação de máscaras N-95, para EPI nos hospitais.

O Estado comprou milhares delas em cinco diferentes processos. Não bastassem os altos preços das unidades, chamaram a atenção a diferença dos valores: teve a R$ 35, R$ 32,75, R$ 18 e até R$ 49. O MP quer ouvir três empresas.

Dentre elas a Equinócio Hospitalar, uma das fornecedoras de equipamentos de prevenção ao Covid-19. Na manhã desta quarta-feira, 29, a Polícia Federal cumpriu dois mandatos de busca e apreensão nas casas de sócios e na sede da empresa. Ninguém foi preso, mas os agentes da PF apreenderam vários documentos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários