Previdência
Agência Brasil
Previdência Social

Entram em vigor, em março, as alíquotas progressivas que estabelecem que quem ganha mais pagará mais e vice-versa. A mudança integra as novas regras da Previdência aprovada no ano passado.

As alíquotas progressivas incidirão sobre cada faixa de remuneração, de forma semelhante ao cálculo do Imposto de Renda. Quem recebe um salário mínimo por mês, por exemplo, terá alíquota de 7,5%.

Já um trabalhador que ganhe exatamente o teto do Regime Geral, também conhecido como o teto do INSS – atualmente R$ 6.101,06 – pagará uma alíquota efetiva total de 11,69%.

    Veja Também

      Mostrar mais