Maia arrow-options
Agência Brasil
Rodrigo Maia presidente da Câmara dos Deputados

O Movimento Brasil Livre fez uma análise de repercussão no Twitter das declarações do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, a favor da Reforma Tributária. Maia aproveitou para criticar grupos que discordam da PEC 45 e preferem um texto pró-emprego.

Há uma queda de braço entre gigantes do PIB: O setor de serviços alega que é o que mais gera empregos, e que não pode arcar com a transferência de carga tributária para desonerar a indústria – mais defendida por Maia.

A publicação rapidamente viralizou e superou 5.200 respostas ao tweet. Mas o discurso de Maia de que a PEC é boa para o Brasil foi atacado pelo público nas redes sociais:  55% dos comentários foram negativos, segundo a análise do MBL, e uma parcela não significativa de comentários positivos (6%). Os demais foram neutros.

Clique para editar o texto

    Veja Também

      Mostrar mais