Banco Central
Agência Brasil

Banco Central

Auditores da Receita recorreram a três entidades internacionais com denúncias sobre “retrocessos institucionais no combate à corrupção e à lavagem de dinheiro no Brasil”. Definem como “preocupantes” mudanças na estrutura do COAF e a decisão do presidente do STF, Dias Toffoli, de suspender a fiscalização contra 133 políticos e agentes públicos, feitas pela Receita Federal.

Em outubro, após denúncia do sindicato dos auditores (Sindifisco), o Grupo de Ação Internacional contra Lavagem de Dinheiro e Financiamento do Terrorismo emitiu comunicado no qual demonstrou preocupação com o momento institucional do Brasil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários