Tamanho do texto

Acusado matou a mulher por estrangulamento e alegou legítima defesa

O ministro Rogério Schietti Cruz, do Superior Tribunal de Justiça, prestou há dias um serviço ao País que sofre diariamente com casos numerosos – e inaceitáveis – de feminicídio.

Feminicídio
Agência Brasil
Feminicídio

Rejeitou um recurso especial da defesa de um homem acusado de matar a mulher por estrangulamento. O cara de pau alegou legítima defesa da sua honra, após ser alvo de suposto mau comportamento da mulher. Se obtivesse ganho de causa, o caso abriria um precedente perigoso para as defesas de covardes como o inquirido.