Tamanho do texto

Apesar disso, a gigante do petróleo usa sua força para pressionar o Governo

Leilão do Pré-sal
Agência Brasil
Leilão do Pré-sal

A Shell costuma usar toda a sua força na hora de pressionar o Governo em prol dos interesses que mantém no Brasil.

Mas na hora de participar do megaleilão do pré-sal, a gigante do petróleo não deu as caras e - ainda pior - criticou o modelo adotado.

Não há dúvidas de que a Shell tinha mais afinidades com os governos petistas, especialmente com o ex-ministro da Fazenda, Antonio Palocci.