Tamanho do texto

A história do tailandês Lung Decha viralizou nas redes sociais ao mostrar, mais uma vez, que nunca devemos julgar um livro pela capa

Lung Decha foi julgado por suas roupas simples ao entrar em loja de motocicletas de luxo na Tailândia
Reprodução
Lung Decha foi julgado por suas roupas simples ao entrar em loja de motocicletas de luxo na Tailândia

Desde pequenos, ouvimos dos mais velhos a mesma história sobre não julgar uma pessoa pelas roupas que ela veste, pelo seu corte de cabelo ou por sua escolha de calçados. Afinal, a essência humana sempre será mais valiosa que a casca que habitamos. Mas o fato é que o velho hábito de julgar um livro pela capa segue mais vivo do que queremos acreditar. 

Leia também: Homem ou mulher? Conheça Rain Dove, a modelo “sem gênero”

 Vejamos mais uma história que acabamos conhecendo graças às redes sociais – desta vez, vinda da Tailândia –, que chega para mostrar que ainda temos muito a evoluir em nosso frágil convívio social.

Senhor tailandês não só comprou uma Harley-Davidson como pagou pela motocicleta à vista e em dinheiro
Reprodução
Senhor tailandês não só comprou uma Harley-Davidson como pagou pela motocicleta à vista e em dinheiro

 Um senhor vestindo uma camiseta larga e detonada, calça suja e chinelos de dedo entra em uma loja de motos na província de Sing Buri – mais precisamente, na Maxsingburi Bike Shop. Ele passeia pelo estabelecimento e pira com um dos modelos mais novos, uma Harley-Davidson de encher os olhos e esvaziar os bolsos. Os vendedores observam o homem, mas não dão muito atenção. Afinal, que negócio poderia sair dali?

 Mas, para a surpresa da equipe de vendas, o próprio dono da loja resolveu falar com aquela figura, que parecia não combinar com o local. Ao fim da sessão de perguntas-e-respostas sobre cilindradas e afins, o improvável consumidor acabou concordando com o preço 600 mil baths, algo em torno de R$ 55 mil, para levar a moto para casa. À vista. Em dinheiro.

Leia também: Papa aluga praia particular na Itália para visitação de pessoas com deficiência

Dias depois da compra de aproximadamente R$ 55 mil, Decha voltou à loja para buscar os documentos de sua nova moto
Reprodução
Dias depois da compra de aproximadamente R$ 55 mil, Decha voltou à loja para buscar os documentos de sua nova moto

 Segundo o site de noticias tailandês “Sanook”, consumidores que estavam na loja testemunharam a história e postaram algumas fotos em suas redes sociais. A própria concessionária fez o mesmo, e aí a coisa toda viralizou.

 O protagonista do evento foi identificado pelo site tailândes como o mecânico Lung Decha. Segundo uma de suas irmãs, ouvida pela reportagem, ele não é rico e seu sonho sempre foi ter uma Harley. Agora, depois de se aposentar, ele pôde realizar esse desejo usando suas economias.

 Dias depois da história, Decha voltou à loja para pegar os documentos da máquina. Desta vez, ele estava vestido como um motoqueiro clássico, todo sorridente, combinando 100% com o cenário. Não que isso fosse necessário, claro.

Leia também: Acredite se quiser: academia de ginástica lança “aula de soneca” na Inglaterra

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.