Tamanho do texto

Depois de passar boa parte da vida vendendo vinhos, Robert Marchand começou a pedalar regularmente aos 76 anos; inspire-se com a sua história

França: pesquisa mostrou que, mesmo depois de alcançar idade tão avançada, Marchand amentou sua aptidão física
Arquivo pessoal
França: pesquisa mostrou que, mesmo depois de alcançar idade tão avançada, Marchand amentou sua aptidão física

Em 2014, Robert Marchand, da França, entrou para a história do ciclismo com uma marca impressionante. Aos 103 anos, o francês bateu o recorde mundial de maior distância percorrida em uma hora por ciclistas centenários: 26,92 quilômetros pedalados em 60 minutos. O detalhe é que Marchand baixou a própria marca, de 24,25 quilômetros, registrada dois anos antes.

Leia também: Vestidos como Einstein, canadenses entram para o livro Guinness e lançam prêmio

Depois de passar boa parte da vida vendendo vinhos, o atleta  transformou-se em objeto de um minucioso estudo científico conduzido por pesquisadores da Universidade de Evry-Val d’Essonne, na França . Ao longo de meses de análises, exercícios e testes, os cientistas buscaram as respostas capazes de explicar como um idoso de 105 anos é capaz de evoluir fisicamente, apesar dos efeitos nefastos do tempo.

Francês bateu o recorde mundial de maior distância percorrida em uma hora por ciclistas centenários: 26,92 km em 60 min
Arquivo pessoal
Francês bateu o recorde mundial de maior distância percorrida em uma hora por ciclistas centenários: 26,92 km em 60 min

As conclusões do trabalho foram publicadas no final do ano passado em um periódico cientifíco, “The Journal os Applied Physiology”, e ajudam a entender como as pessoas com mais de 100 anos de idade se adaptam física e fisiologicamente ao exercício regular, de diferentes intensidades. Se você se interessa pelo tema e é capaz de ler em inglês, pode conferir todos os detalhes do estudo aqui .

Leia também: Foto de pai com filhas em restaurante desencadeia onda do bem nas redes sociais

Aptidão física

Trocando em miúdos, a conclusão mais importante da pesquisa foi a de que, mesmo depois de alcançar idade tão avançada, Marchand foi capaz de aumentar sua aptidão física aeróbica ao intensificar a frequência de seus exercícios. Só assim ele foi capaz de bater o próprio recorde, afinal.

Fisiologistas tinham como certeza absoluta o fato de que tal capacidade entra em declínio constante depois dos 50 anos
Arquivo pessoal
Fisiologistas tinham como certeza absoluta o fato de que tal capacidade entra em declínio constante depois dos 50 anos

De acordo com Veronique Billat, professora responsável pelo estudo francês, os dados colhidos com a ajuda de Marchand provariam que “somos capazes de melhorar nossa aptidão aeróbica e nosso desempenho esportivo em qualquer idade”. Até então, os fisiologistas tinham como certeza absoluta o fato de que tal capacidade entra em declínio constante depois dos 50 anos.

Leia também: Feira nos Estados Unidos apresenta inovações que prometem mudar o mundo

Há grandes chances de que Marchand, da França, que mede pouco mais de 1,50 e pesa 52 quilos, seja um verdadeiro super-humano. Claro que a grande maioria de nós não chegará aos 100 anos com a disposição e a forma física do francês. Mas sua história serve como uma belíssima inspiração para levantar do sofá imediatemente, não importa qual seja a sua idade. Mexa-se!

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.