Crusoé

Justiça Eleitoral bloqueia R$ 11,3 milhões de Alckmin e ex-assessores
Justiça Eleitoral bloqueia R$ 11,3 milhões de Alckmin e ex-assessores

A Justiça Eleitoral em São Paulo determinou nesta quarta-feira (5) o bloqueio de até 11,3 milhões de reais do ex-governador Geraldo Alckmin , de seu ex-secretário Marcos Monteiro e do ex-assessor do governo Sebastião Eduardo Alves de Castro.  A decisão foi tomada no âmbito da investigação sobre o suposto recebimento de propinas e caixa dois da Odebrecht, nas campanhas de 2010 e 2014.


O tucano já foi denunciado pelo Ministério Público Eleitoral pelos crimes de  lavagem de dinheiro, corrupção passiva e falsidade ideológica eleitoral.

Segundo as investigações, ele teria recebido 2 milhões de reais em 2010 e outros 9,3 milhões de reais em 2014. O acerto teria sido feito entre Monteiro e delatores da empreiteira. O ex-assessor Sebastião Eduardo Alves de Castro é apontado como emissário na entrega do dinheiro em espécie.

Segundo a Polícia Federal, que apresentou o pedido à Justiça, a ordem determina o bloqueio de contas bancárias e bens imóveis dos investigados.

    Veja Também

      Mostrar mais