Bispo Abner Ferreira
Divulgação
Bispo Abner Ferreira

Os animais ovíparos são aqueles cujo desenvolvimento embrionário ocorre dentro de um ovo até o momento da eclosão. E quem já teve a oportunidade de ver um pintinho rompendo o ovo sabe que não é uma tarefa tão simples assim. A ave luta e faz muita força até conseguir quebrar a casca. Pouco a pouco vai rompendo até conseguir colocar o corpo todo para fora. Quando consegue, está pronta para uma nova etapa da vida do lado de fora do ovo.

O ovo de que estamos falando é como uma fase da vida que precisa ser rompida por aqueles que desejam viver coisas novas. Na prática, essa casca que precisa ser abandonada pode ser um relacionamento, um lugar, um objetivo. Destruir a casca é também uma forma de morrer para renascer diante de um novo desafio. Ao matar simbolicamente a vida passada, àquela dentro do ovo, deixamos para trás parte do que éramos até então para que sejamos transformados.

Ao longo de nossa existência, caminhamos, avançamos e escolhemos. E escolher é sempre deixar algo para trás; desprender-se de alguma parte de si mesmo. Esse deixar de que falamos é como a necessidade que a lagarta tem de abandonar o casulo para se tornar uma borboleta e voar. Não dá para ser borboleta dentro do casulo, também não dá para carregá-lo com sua nova forma. É hora de viver um novo momento e, para isso acontecer, casulo e borboleta precisam se separar.

Você já se viu em uma situação como essa: tendo que se separar de algo ou alguém de quem sentia um grande apreço? Ainda que o momento da separação seja doloroso, o que vem depois compensa. Existem pessoas que nunca romperam com medo de perder. Mas perder faz parte da vida, e é bom que a gente aprenda isso o quanto antes. Ressignifique a perda com o olhar da oportunidade nova que chega. Perder não deve ser o fim do mundo, mas o começo de algo melhor.

Eu costumo pensar que Deus tem sempre o melhor para mim. E, por muitas vezes, eu idealizei coisas que não aconteceram e me chatearam profundamente. Mas, com o passar do tempo, eu percebi o quanto aquelas circunstâncias desfavoráveis me levaram a caminhos novos e muito melhores. Concluí que cada não de Deus me trouxe para o lugar onde eu estou agora.

Tem um versículo que me ensinou muito no decorrer dos anos, e até hoje continua a me surpreender. Ele diz assim: “Porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos”, Isaías 55.9.

Embora tenhamos a certeza de estar enxergando tudo, a visão que temos dentro do ovo é muito limitada. Confie em Deus que tem uma visão privilegiada de tudo. Que Deus abençoe a sua semana.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários