undefined
Reprodução/ANPR
A procuradora regional da República Eugênia Augusta Gonzaga foi relatora do processo que autorizou pagamento

A despeito do fim da Comissão da Verdade, instalada durante o Governo Dilma Rousseff, a História segue.

Mãe do guerrilheiro Pedro Alexandrino de Oliveira, morto na Guerrilha do Araguaia, Diana Maria Piló Temporão, 94 anos, recebeu em maio R$ 111.360,00 de indenização da União a título de reparação.

O processo que autorizou o pagamento de indenização teve como relatora a procuradora regional da República Eugênia Augusta Gonzaga, presidente da Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos (CEMDP) do Ministério dos Direitos Humanos

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários